Após meteoro, Alok chegará ao espaço com nova live: ‘Para aliens invadirem’

Via UOL

Imagem: Divulgação

O céu não será mais o limite para Alok. O DJ de 29 anos, que em maio iluminou o céu de São Paulo com uma apresentação da sacada de seu luxuoso apartamento, promete realizar hoje uma live —que ganhou o nome de Alive— ainda mais impactante e que poderá ser vista até do espaço. Será o primeiro especial de fim de ano da carreira meteórica do produtor musical. Eleito o quinto maior DJ do mundo pela revista britânica “DJ Mag”, Alok usará uma estrutura 4D interativa em um galpão em São Paulo. O mais impressionante, entretanto, é o show de luzes do especial, que terá como tecnologia o Laser Space Cannon, considerado o mais potente do mundo.

Para se ter uma ideia da tecnologia empregada, o laser usado no especial “Alive” fica no norte da Califórnia e será ativado diretamente do Brasil. Serão três lasers de 1000 watts cada, algo visível da estratosfera. Em entrevista ao UOL, Alok explicou por que realizar algo com esta grandiosidade:

Sou meio doido mesmo. Quando começamos a falar sobre essa ideia, o projeto foi crescendo mais. Comecei a questionar, vamos assumir um projeto dessa magnitude mesmo? A Dua Lipa fez um show incrível, a Billy Eliot também, mas foram pagos. O nosso é gratuito. Eu falei, vamos em busca de viabilizar isso. Essa tecnologia só pode ser usada como uma experiência de transmissão. Falei, já que estamos nesse momento sem fazer show, talvez possamos arriscar!

E ele arriscou —não sem antes passar por alguns perrengues até chegar ao grande dia do especial de final de ano. Alok realizou remotamente uma série de ativações em Porto Alegre, Florianópolis, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília, Goiânia, Salvador, Recife e Manaus. Em conversa com jornalistas, o DJ explicou que nem tudo saiu como ele esperava.

“Em Florianópolis eu já virei meme. Brasil é o país de meme! O pessoal falou que eu estava com laser de canetinha. Mas uma vez colocamos o laser em um lugar extremamente iluminado e poucas pessoas conseguiram ver”, disse. Então veio a necessidade de mudar de estratégia: “Na nossa evolução, evolui quem consegue se adaptar mais. Não são os mais fortes. Os dinossauros já se foram. Como eu me adapto aos obstáculos que a vida coloca?”

Imagem: Alisson Demetrio/Divulgação

‘Invasão alienígena’ O laser chega tão alto que pode ser visto na estratosfera. Por que o laser ir para o espaço? Para os aliens invadirem. Estou brincando. E por que esse laser ser ativado nos Estados Unidos? Porque se invadirem, invadem lá. Brincadeira. É para viabilizar. Foi no norte da Califórnia, em Sacramento. Rolou um teste semana passada e a galera começou a ligar para a polícia, a falar que era ataque alienígena.

Apesar da grandiosidade da live, que terá até uma homenagem a Roberto Carlos, a mensagem de Alok é simples. A música tem esse poder de cura emocional. Eu precisava conduzir isso.

O meteoro Não era jogo de luzes nem uso de outros artifícios tecnológicos. A performance de Alok em Goiânia foi marcada pela aparição de um meteoro de verdade. Para o DJ, o sinal nos céus não foi mera coincidência: Quando chegou em Goiânia tinha um pessoal filmando e durante a ativação caiu um meteoro. Foi muito louco isso ter acontecido. Mais uma vez um sinal, que representa um milagre, de que estamos no caminho certo.

Alive, a live de fim de ano do Alok Quando: 19/12 Onde: Multishow e canal de Alok no YouTube Horário: 21h.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

O garoto Kanaiu de Colíder (MT) é aprovado e irá compor base do Cuiabá Esporte Clube

sáb dez 19 , 2020
Charles Araújo treina garotos de 04 a 16 anos na Escola de Futebol de Colíder, está feliz com os resultados alcançados e almeja ainda mais o crescimento e a valorização do esporte futebolístico no município. Por Claudemir Gonçalves de Lima O treinador de futebol Charles Araújo esteve em Cuiabá durante […]