Após Ser Massacrado Pelo Público E Trair Leonardo, Eduardo Costa Se Isola Na Música Sertaneja

Via Movimento Country

Foto: Reprodução Instagram

cantor sertanejo Eduardo Costa foi alvo de diversas polêmicas em 2020 e teve sua imagem duramente desgastada junto ao seu público

Eduardo Costa vive um dos momentos mais difíceis da sua vida. Desde a polêmica envolvendo seu nome e o cantor Leonardo no ano passado, o sertanejo viu a sua carreira despencar.

Bolsonarista assumido e criticado várias vezes por suas declarações polêmicas, machistas e preconceituosas, o artista foi cancelado pelo público e hoje amarga a solidão no meio da música sertaneja.

A rejeição do público pelo cantor começou a aumentar após a fatídica live sertaneja que aconteceu no dia 1º de maio de 2020, ao lado do então seu parceiro Leonardo. Na ocasião o sertanejo declarou que “Iria transar pensando na filha da Thaeme” e a declaração teria irritado profundamente o pai de Zé Felipe.

Após o incidente, o intérprete de “Pense em Mim” se recusou a dividir o palco com seu ex-amigo e ainda rescindiu o contrato do cantor junto à sua produtora de show, a Talismã Music.

Como se não bastasse todo este desgaste, Eduardo Costa rebateu as críticas e chegou a declarar que a parceria entre ele e Leonardo teria durado até demais. Além disso o sertanejo foi acusado de estelionato e teve seus bens penhorados pela justiça.

Eduardo Costa é isolado por outros sertanejos

(Foto: Divulgação)

Após um ano cheio de polêmicas, Eduardo Costa se viu isolado pelos outros colegas de profissão, que preferiram se afastar do cantor e preservar a amizade com o veterano Leonardo.

Além disso, alguns artistas não querem ter a imagem vinculada às opiniões polêmicas do ex-namorada da modelo Victoria Villarim. “O Eduardo Costa não tem papas na língua, ele fala o que pensa e muitas vezes só pensa nele mesmo. Ele já perdeu muitos patrocínios por causa desse seu gênio impestivo”, revelou um amigo próximo ao Movimento Country.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Conab estima colheita de 264,8 milhões de toneladas de grãos

qua jan 13 , 2021
Área destinada à soja teve aumento de 3,4% no período 2020/2021 Via Agencia Brasil O Brasil deverá colher 133,7 milhões de toneladas de soja na safra 2020/2021. De acordo com o quarto Levantamento da Safra de Grãos, divulgado hoje (13) pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), a previsão tem por base o aumento […]