Atual prefeito e candidato à reeleição, Noboru encara nova avaliação eleitoral em Colíder (MT)

O Portal Altonorte está realizando uma série de entrevistas para apresentar o perfil de cada candidato a prefeito na região norte de Mato Grosso

Por Claudemir G. de Lima

Noboru Tomiyoshi, atual prefeito, encara novo pleito eleitoral – Foto: Herbert Galvani

Eleito com 52% dos votos válidos em 2016, Noboru Tomiyoshi encara agora novo desafio eleitoral em busca da permanência no executivo municipal de Colíder (MT). Filho dos japoneses Masanobo e Yasuko que chegaram aqui no Brasil na década de 1920, em São Paulo (aonde também nasceu o candidato entrevistado), Noboru Tomiyoshi informa que está desde 1986 como morador de Colíder (MT).

Assim que chegou em Colíder (MT) na década de 80, Noboru Tomiyoshi começou a atuar como empresário no ramo da agropecuária, nas vendas de produtos agropecuários e na compra e venda de algodão, na época, uma das lavouras predominante no interior. Hoje sua atuação como empreendedor é na pecuária como criador e recriador de gado nelore.

Antes de ser prefeito, o candidato registra no currículo a experiência de ter permanecido durante 08 anos como secretário de Infraestrutura, Obras e Urbanismo, com início em 2005, na gestão de Celso Banazeski.

Noboru Tomiyoshi e sua vice Marcia Chagas estão vindo no pleito eleitoral deste ano pela coligação denominada “Avante Colíder Experiência e Seriedade para Fazer Muito Mais” envolvendo o agrupamento das siglas PSD (Partido Social Democrático), PP (Partido Progressista) e Solidariedade.

Perguntado sobre o motivo pelo qual o candidato pretende se (re)eleger como prefeito da cidade de Colíder (MT), Noboru diz que “em oito anos como secretário trabalhamos na recuperação da infraestrutura da cidade e das estradas do interior. Como prefeito conseguimos quase R$ 26 milhões de emendas parlamentares para Colíder. Mas não foi possível executar tudo que já temos projetado. De agora em diante vamos ter uma explosão econômica. E vamos seguir construindo uma cidade organizada, para oferecer ainda mais qualidade de vida à população. Por isso quero seguir como prefeito e executar tudo que temos projetado

Como de praxe, pedimos um resumo das principais propostas dos candidatos a prefeito. Referente as suas propostas, Noboru Tomiyohi ressalta que “a meta é seguir trabalhando para trazer desenvolvimento econômico para Colíder. Para que o povo possa ganhar dinheiro por meio da geração de emprego e renda. Por exemplo, fomentar a produção agrícola, de grãos, pois quando se fomenta o plantio, fomentamos a criação de frango, de suíno, a produção de uma cadeia alimentícia com a instalação de indústria. Fortalecendo o produtor rural, a indústria, a prestação de serviços, fortalecemos o comércio. Um comércio grande depende de uma população que tenha dinheiro para fazer suas compras. Trabalhamos no sentido de que a Prefeitura seja o suporte para que as pessoas tenham interesse de investir aqui, promovendo saúde de qualidade, educação de alto padrão e uma cidade bem cuidada e boa de viver. Porque quando alguém investe em uma cidade, ela pensa no funcionário, na família, nas condições que aquelas pessoas terão ao viver nessa cidade. Durante esses três anos, reestruturamos Colíder, colocamos em funcionamento serviços e equipamentos públicos que já existiam, mas não funcionavam. E nossa meta é fazer novos investimentos, novas escolas, novos PSFs. Oferecer ainda mais qualidade de vida para que pessoas de fora queiram morar, trabalhar e investir em Colíder. Assim daremos condições reais para que nossa população cresça e desenvolva.

Em sua opinião, é possível mudar o mundo através da política? Essa é a pergunta repetida a todos eles, candidatos a prefeito na região norte de Mato Grosso. Noboru Tomiyohi nos responde que “as decisões políticas são as que direcionam e mudam o destino do País, de uma cidade e das pessoas. Por exemplo, se estamos aqui em Colíder hoje é porque alguém planejou construir a BR-163, isso é política. Ou seja, uma decisão que mudou o destino de muitas famílias e as trouxe para cá. Não escolhemos onde nascer, como nascer…mas na política temos o direito de escolha. E essa escolha interfere diretamente no destino das pessoas, do País e do mundo”

CONTEXTUALIZANDO

Segundo o censo 2020 do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o município de Colíder (MT) tem 33.649 habitantes. Deste total, o município têm atualmente 23.859 eleitores aptos a votar nas eleições municipais, segundo o TRE/MT (Tribunal Regional Eleitoral).

A cidade de Colíder (MT) tem 13 colégios eleitorais. Sendo que 04 locais de votação estão na zona rural; nas comunidades de Café Norte, Zé Reis, Marco de Cimento e Trevo Ouro Verde.

A 23ª Zona Eleitoral de Colíder (MT) informa que quem votava na Comunidade Sol Nascente esse ano terá que votar na Comunidade Marco de Cimento. A transferência de local de votação é apenas esse ano e servirá de avaliação para futuras eleições.

O voto é obrigatório para brasileiros entre 18 e 70 anos e facultativo para analfabetos e jovens entre 16 e 18 anos.

O prazo para tirar o título de eleitor e outros serviços, como a regularização, transferência e inclusão do nome social, terminou no dia 6 de maio de 2020.

O Portal Altonorte está realizando uma série de entrevistas para apresentar o perfil de cada candidato a prefeito na região norte de Mato Grosso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Idoso foragido há mais de oito anos por abuso de enteadas é preso em MT

sex out 2 , 2020
Via Assessoria PJC/MT Um idoso foragido da Justiça há mais de oito anos por abusar sexualmente de suas enteadas teve o mandado de prisão cumprido pela Polícia Civil, em Barra do Bugres (167 km a médio norte de Cuiabá). O suspeito, de 76 anos, estava com a ordem de prisão […]