Batalhão do Exército e construção de Vila Militar serão implantados em Sinop (MT)

Via Só Notícias

O general e comandante do Departamento de Engenharia de Construção do Exército, general Júlio Cesar de Arruda, se reuniu, hoje, em Brasília, com a prefeita Rosana Martinelli (PL) e confirmou que Sinop (MT) terá um batalhão engenharia, podendo ter infantaria ou cavalaria. Em janeiro começam os serviços de terraplanagem e asfaltamento. O projeto está sendo reformulado e não terá mais três andares como cogitado anteriormente. A área definida é no bairro Alto da Glória (já documentada em nome do Exército), às margens da BR-163, que terá uma parte da Vila Militar, com 93 casas. A projeção inicial, com os ajustes no projeto, é investir R$ 120 milhões. A primeira etapa deve custar R$ 20 milhões e a prioridade é garantir esses recursos no orçamento da União.

O general disse que é “uma decisão tomada pelo alto comando do Exército, é uma necessidade para região. A princípio será uma organização de engenharia”. “Será uma construção de fases, muitas vezes não acontece na velocidade que a gente espera. Será a construção de uma unidade de engenharia, uma vila militar (onde residirão os militares)”, disse. “Sinop é uma cidade estratégica, o Norte de Mato Grosso tem um desenvolvimento extraordinário. O Exército reconhece que tem que ter sua presença nessa área. Essa é uma decisão tomada, bem pensada e está no nosso planejamento”, acrescentou.

A prefeita manifestou apoio da prefeitura para ser feito o batalhão. “Precisamos da presença do Exército, agora vamos continuar trabalhando para aportar recursos. Vamos fazer trabalho para que os deputados da bancada federal faça esse aporte. É importante essa obra, precisa desse recurso. A pedra fundamental já foi lançada em 2016 e, até agora, não foi possível a construção, mas estamos confiantes que em 2021 será iniciada”, afirmou Martinelli.

A mobilização agora é para ser alocado recurso no orçamento do governo federal.  O senador Wellington Fagundes, que é vice-presidente da Frente Parlamentar em Defesa dos Municípios e ex-relator do Orçamento para Defesa e Justiça, confirmou emenda de R$ 1,1 milhão para que sejam concluídos os projetos.

Rosana esteve, ontem à tarde, no Palácio do Planalto, reunida com o ministro da Casa Civil, general Braga Neto, definindo a agenda do presidente Bolsonaro a Sinop e Sorriso no próximo dia 18. O prefeito de Sorriso e o senador também estiveram na audiência.

Fonte: Só Notícias/Editoria com David Murba (foto: reprodução – atualizada 11:47h)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Governo zera imposto de importação do arroz até o final do ano

qui set 10 , 2020
Redução está restrita a 400 mil toneladas de arroz beneficiado Via Agencia Brasil A Câmara de Comércio Exterior (Camex), vinculada ao Ministério da Economia, decidiu zerar a alíquota do imposto de importação para o arroz em casca e beneficiado. A isenção tarifária valerá até 31 de dezembro deste ano.  De […]