Centenas de projetos irão movimentar o cenário cultural mato-grossense em 2021

Confira o resumo dos resultados finais dos editais promovidos pela Secel e que serão executados neste ano

Via Assessoria Secel/MT

– Foto por: Diversos

Em 2021, quase 600 projetos irão movimentar o cenário cultural em todos os cantos de Mato Grosso e, ao mesmo tempo, ajudar a reduzir os impactos da pandemia junto aos trabalhadores do setor. As iniciativas, que abrangem todos os segmentos artísticos e culturais, foram contempladas nos editais da Lei Aldir Blanc promovidos pela Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel). 

Confira o resumo dos resultados finais dos editais.

Conexão Cultura Jovem

Três propostas da região metropolitana de Cuiabá e mais duas do interior foram selecionadas no edital Conexão Cultura Jovem. Cada projeto irá receber R$ 200 mil para implantação e gestão de laboratórios de comunicação e cultura (LabCom) em comunidades com índices de vulnerabilidade social. 

Com valor total investido é de R$ R$ 1 milhão, a seleção pública contemplou ações formativas que destacam práticas culturais da própria comunidade. Os projetos selecionados são dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Sorriso, Lucas do Rio Verde e Primavera do Leste. Resultado final AQUI.

MT Criativo

A diversificação de propostas selecionadas marcou o resultado do edital MT Criativo. Com investimento total de R$ 1,6 milhões, a seleção pública contemplou 32 ações inovadoras de empreendedores criativos de várias áreas, como turismo, moda, arquitetura, games, gastronomia, arte, música, artesanato, dentre outras. 

Os projetos foram divididos de acordo com a classificação da área de economia criativa, mundo das artes, negócios digitais e criações funcionais. Cada proposta selecionada contará com até R$ 50.000,00 para sair do papel ou consolidar sua execução. Resultado final AQUI.

Circuito de Mostras e Festivais

Serão investidos R$ 3,4 milhões para promover festivais, mostras, exposições coletivas, seminários, festividades e atividades formativas em todo o estado. 

Na Baixada Cuiabana, a população vai prestigiar eventos de hip hop, exposição de artes visuais, festival de viola de cocho, dentre outros. Graças ao edital, será também possível a retomada de edições tradicionais com os Mascarados de Poconé e do Festival de Cinema e Vídeo de Cuiabá, importante fomentador do audiovisual mato-grossense.

Já os municípios do interior contarão com eventos variados, dentre os quais festivais de narração de histórias, de capoeira, de teatro e de dança, congresso fotográfico e festa literária. Eventos com edições passadas também estarão na programação do ano, como a Mostra Cultural de Nova Xavantina, Festival de Dança de Cáceres, Festival Velha Joana de Primavera do Leste e o Festrilha, festival que reúne quadrilhas juninas de todo o estado.

Resultado final disponível AQUI

MT Nascentes

O maior de todos os editais da Lei Aldir Blanc em Mato Grosso contemplou praticamente todas as áreas, segmentos e linguagens artísticas e culturais. Artes cênicas e visuais, literatura, música, artesanato, patrimônio histórico, infância e culturas de matrizes africanas, urbanas e LGBTIA+ foram acolhidas na seleção pública, que contempla ainda ações formativas, bibliotecas comunitárias e produções audiovisuais.

Com verba total de R$ 16,35 milhões, a seleção pública vai possibilitar a execução de 421 projetos para a retomada da cultura em vários municípios mato-grossenses. Os valores para cada ação variam entre R$ 25 mil e R$ 150 mil.

Na fase de formalização do termo de compromisso especial, sete proponentes contemplados não apresentaram os documentos adicionais e foram substituídos por propostas classificadas conforme ordem de pontuação na fase de avaliação. Acesso aos resultados final e complementares AQUI

Conexão Mestres da Cultura – Marília Beatriz de Figueiredo Leite 

Com acréscimo de R$ 500 mil recém-remanejados, o edital passou de R$ 7 milhões para R$ 7,5 milhões, possibilitando a homenagem a 75 personalidades mato-grossenses. Resultado final AQUI

Fazem parte da lista de homenageados figuras já reconhecidas na memória cultural mato-grossense, como o artista Adir Sodré, Dona Domingas do grupo Flor Ribeirinha, a musicista Dunga Rodrigues, , os poetas Manoel de Barros e Silva Freire, os músicos Bolinha, Chico Gil e Pescuma, o bispo Pedro Casaldáliga e a cantora Vera Capilé. 

 A seleção pública proporcionará ainda o reconhecimento de novas personalidades que se destacam por sua atuação em prol de distintas áreas culturais no estado. Dentre as figuras referenciadas estão a comunicadora Naine Terena, o produtor cultural Clóvis Matos, as mulheres redeiras da Família Lemes, o capoeirista Ray Kinte, o sambista Zaqueu do Cavaco, a cigana Maria Divina Cabral e os indígenas Mestre Melobo Txicão, Nelson Rikbaktsa e Carolina Rewaptu.   

A escritora Marília Beatriz de Figueiredo Leite não ficou de fora das homenagens selecionadas. Por meio de um livro e de um documentário, o Centro Audiovisual Luiz Marchetti irá mostrar parte da trajetória da mestra da cultura que dá nome ao edital.

 “É uma responsabilidade muito grande retratar a irretratável Marília Beatriz com sua multiplicidade de talentos. Agradeço à Secel, que foi brilhante por possiblitar essas homenagens a pessoas que construíram essas narrativas no imaginário de Mato Grosso”, expressa o diretor Luiz Marchetti.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Irmãs de 13 e 15 anos desaparecem após denunciar pai por estupro em MT

qui jan 7 , 2021
Familiares das meninas comunicou o desaparecimento e acreditam que elas tenham fugido. Via Repórter MT As irmãs Valéria e Vânia, de 13 e 15 anos, respectivamente, desaparecem na madrugada de terça-feira (5), no bairro São José, na cidade de General Carneiro (442 km de Cuiabá). As vítimas se mudaram para […]