Como vencer a timidez em apenas 5 passos

Ser tímido é apenas uma característica, mas para algumas pessoas pode representar dificuldades em se relacionar e se posicionar, especialmente no mercado de trabalho. Confira dicas práticas de como vencer a timidez!

Tema discutido hoje no Programa Estação Livre na Rádio Aliança FM 99,9 apresentado por Claudemir Lima com participação de Rosely Pereira no quadro É Bom Saber.

Via Comunidade

Imagem: Cultura Mix

A timidez é uma condição que afeta muitas pessoas por aí. Tenho certeza que você já conheceu alguém que se considera tímido ou que já passou por situações em que se sentiu desconfortável em ter que lidar com um grupo de indivíduos.

Algumas áreas muito importantes na vida de uma pessoa — como o trabalho e as relações interpessoais — podem ser seriamente afetadas quando não existe devida atenção e cuidado.

Quer saber como vencer a timidez a partir de alguns passos muito interessantes? Então, fique de olho no conteúdo que preparamos para você!

1. Enfrente os seus medos

O primeiro passo para vencer a timidez é baseado em lidar com ações que geralmente deixam uma pessoa desconfortável.

Vamos pensar em um exemplo: uma característica bem comum na personalidade de um tímido é o “medo” de enfrentar eventos sociais mais fortes como festas onde muitas pessoas estarão presentes.

Tem gente que só de pensar na situação já começa a sentir um frio na barriga e repensa por, no mínimo, três vezes a possibilidade de realmente sair de casa.

Existem duas principais formas de lidar com isso: o tímido pode decidir ficar em casa e “evitar a fadiga”. A opção pode até parecer (ou realmente ser) a mais confortável naquele momento, porém, a longo prazo isso é muito ruim.

Quando não enfrentamos nossos medos e dificuldades, estamos prolongando aquela questão que nos incomoda e, quanto mais ela dura, mais grave fica o caso.

Ou seja: você até pode optar por não ir em uma ou duas festinhas da firma, mas, se continuar fazendo isso por muito tempo, vai ser cada vez mais difícil enfrentá-la quando for preciso e, acredite, essa hora vai chegar!

A segunda opção pode parecer pior à primeira vista, mas, no final, é sempre a que vale mais a pena: enfrentar a situação de cabeça erguida e aparecer na festa!

Acredite em mim: participar de ocasiões onde será preciso trabalhar muito o seu lado “sociável” pode até ser ruim em um primeiro momento. É preciso, porém, afastar da própria mente todo e qualquer pensamento que sabote a sua atitude de coragem.

Não fique pensando muito em como será a ocasião antes mesmo de ela acontecer, pois isso agrava a ansiedade e pode te deixar ainda mais tímido. Troque de roupa, vista seu sorriso mais bonito e encare o momento de cabeça erguida!

É importante perceber que, na verdade, aquele monstro que idealizamos por tanto tempo não é nada aterrorizante e que interagir com outras pessoas pode ser muito gostoso e positivo para você.

2. Mantenha contatos

Mantenha por perto amigos e pessoas que te tragam confiança e segurança. Estar rodeado de companhias que nos colocam para cima faz com que toda situação se transforme em algo melhor do que ela parece ser.

Sabendo disso, é preciso cultivar um grupo de colegas de trabalho/amigos/parceiros(as) que valorizem as boas qualidades de alguém.

Confiança é um traço que deve ser bem trabalhado na personalidade de um tímido. Assim, os momentos onde é preciso ser sociável se tornam mais confortáveis e o tímido acaba sendo visto, de maneira genuína, enquanto alguém legal e interessante, não como uma pessoa que não se “integra à turma”.

Além disso, que tal se esforçar para fazer aulas ou cursos interessantes? Eles são boas alternativas para perder a timidez já que existe um propósito maior em estar em grupo. Não é como uma festa, por exemplo, onde os propósitos são, na maioria das vezes, estritamente sociais.

No caso de um curso de pintura, por exemplo, você estará aprimorando uma habilidade muito legal e fazer amigos será “apenas um bônus”. Pensar dessa forma, inclusive, pode te ajudar na hora de socializar!

3. Não se diminua

Por mais que eu não seja uma pessoa tímida agora, vivi momentos difíceis na infância.

Ver meus colegas extremamente sociáveis e perceber como eles pareciam ser queridos por todos era algo que me deixava extremamente insegura. Eu constantemente pensava que talvez não fosse tão interessante assim e que merecia ser deixada de lado em situações sociais.

Hoje, depois de descobrir como vencer a timidez, percebo que existem pessoas que se colocam em uma posição inferior por não conseguirem se sentir tão confortáveis em meio a grupos.

É muito importante trabalhar a auto estima para vencer a timidez. Tenha em mente que cada pessoa é única e que alguém não é melhor simplesmente por ser popular ou conversar com facilidade.

Acredite nas suas habilidades e valorize suas qualidades. Pense nas coisas que você faz muito bem e orgulhe-se disso! Assim, a timidez fica em segundo plano e, com o tempo, ela será cada vez mais minimizada por você.

Quanto mais ela for vista como algo pequenininho e não como um super defeito, mais ela vai embora e mais fácil fica encarar situações difíceis.

4. Acredite em você

Este é um tópico que conversa diretamente com o que eu falei ali em cima.

A timidez não define ninguém: existem gênios que nunca lidaram muito bem com o público, e você não precisa ser um mestre da conversa e do jogo de cintura para se dar bem na vida.

Acreditar em si mesmo faz parte de um processo árduo que deve ser trabalhado diariamente. Existem exercícios simples que podem te ajudar a valorizar mais as próprias qualidades, mas gosto de um especificamente.

Pegue uma folha de papel e anote ao final de cada dia algumas situações em que você fez a diferença e superou um pouco mais a timidez. Elas não precisam ser gigantes, afinal, a grandeza delas é relativa e só você é capaz de valorizá-las.

Lembro-me de uma vez quando consegui dar bom dia para o motorista e o trocador do ônibus por quase uma semana direto. Eu morria de vergonha de fazer isso e, ao me lembrar dessa conquista diariamente, me senti poderosa e consegui, inclusive, desempenhar melhor outras atividades que, aparentemente, não tinham nada a ver com minha atitude.

5. Trabalhe a postura corporal

A postura corporal de uma pessoa diz muito sobre ela. Se você está em um evento do trabalho, por exemplo, (desde reuniões até momentos descontraídos como festas), a forma na qual você se porta diz muito sobre a pessoa que você é.

Conversar sem olhar nos olhos, por exemplo, pode demonstrar insegurança e incapacidade. Existem outros sinais que podem mostrar fraqueza e dúvidas nas pessoas ao seu redor a respeito da sua capacidade, mesmo que você dê conta do recado. Veja o que é preciso mudar:

  • não fique com postura dos ombros caída de forma “corcunda”;
  • respire fundo, lembrando-se de inspirar pelo nariz e soltar o ar pela boca;
  • mantenha a cabeça erguida;
  • evite cruzar os braços;
  • mantenha as mãos relaxadas;
  • converse gesticulando com as mãos, porém sem exagerar.

Essas são apenas algumas maneiras de passar segurança e tirar o foco da sua timidez. Uma boa postura corporal é capaz de esconder até mesmo os piores medos de um tímido, então, foque nas dicas acima!

Depois de ler esses passos, não demore em colocá-los em prática. Acredite: rapidinho já é possível perceber como são eficazes e podem mudar a rotina de um tímido da água para o vinho.

Que tal iniciar hoje mesmo um curso de pintura, uma aula de dança ou mesmo se integrar a um grupo de teatro?

Tudo isso vai te ajudar a vencer a timidez

Boa sorte!

Por Ana Julia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Governo garante melhorias em 1,1 mil quilômetros de rodovias no nortão e médio norte

ter jan 12 , 2021
O Estado realizou a concessão de 188,2 quilômetros da MT-320 e MT-208 – no trecho entre os municípios de Alta Floresta, Nova Santa Helena, Colíder, Carlinda e Nova Canaã do Norte (MT). Via Só Notícias O governo de Mato Grosso já assegurou a restauração, recuperação e melhoria da infraestrutura de […]