Conheça o destino do lixo no Brasil e sua relação com a produção e descarte

Você sabia que o Brasil é responsável por produzir cerca de 240 mil toneladas de lixo por dia? Além disso, o País ainda não dispõe de programas de reciclagem suficientes para acabar com o problema:

Tema discutido hoje no Programa Estação Livre na Rádio Aliança FM 99,9 apresentado por Claudemir Lima com participação de Rosely Pereira no quadro É Bom Saber.

Via Dinamica Ambiental

Você sabia que o Brasil é responsável por produzir cerca de 240 mil toneladas de lixo por dia? Além disso, o País ainda não dispõe de programas de reciclagem suficientes para acabar com o problema: embora se fale muito sobre sustentabilidade, o Brasil ainda são poucas as prefeituras brasileiras que apresentam projetos que visam resolver o problema do lixo nas cidades.

Além de não realizarem um bom reaproveitamento dos resíduos, a maioria das grandes cidades ainda não tem um destino adequado para o lixo que é gerado por sua população. Essa é uma questão que tem gerado grandes problemas ambientais, prejudicando a saúde e o futuro da sociedade como um todo.

Qual o destino do lixo no Brasil?

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 73% do lixo produzido no País ainda tem como destino os aterros sanitários. Isso ocorre, de forma geral, porque enviar o lixo para esses locais ainda é muito mais barato do que investir em programas eficientes de reciclagem.

Nesse aspecto, vale ressaltar que o restante do lixo produzido no Brasil tem como destino os lixões, além de terrenos baldios e rios. Nenhum desses espaços são controlados pelas prefeituras e, como consequência, geram alto índice de poluição do solo e das águas. Em outras palavras, a maior parte do lixo do País é descartada em terrenos em céu aberto, sem qualquer tipo de controle, enquanto apenas 2% é enviado para os programas de reciclagem.

Consequências do destino incorreto do lixo

  • Poluição e contaminação dos solos e das águas;
  • Liberação de gases do efeito estufa e, consequentemente, proliferação de insetos transmissores de doenças;
  • Desperdício de materiais recicláveis e de energia;
  • Produção de gases nocivos à atmosfera.

O que tem sido feito para acabar com o problema do lixo?

Atualmente, algumas prefeituras vêm desenvolvendo programas de reciclagem e estimulando a coleta seletiva, que consiste na separação do lixo por categorias (papel, vidro, plástico, metal, entre outros). Porém, essas medidas ainda não têm sido suficientes para resolver o problema.

Outra medida que vale a pena destacar é a logística reversa, que vem sendo uma excelente solução para minimizar o acúmulo de lixo nas cidades. Esse processo consiste no retorno do produto para o fabricante, após o consumido. É o que as fábricas de lâmpadas e pilhas, por exemplo, vêm fazendo para recolher os resíduos dos produtos que eles mesmos produzem.

A dinâmica Ambiental é uma empresa especializada em gerenciamento de resíduos, atuando em todo o território nacional na área de engenharia reversa, oferecendo descaracterização e destinação correta para aerossóis e produtos inservíveis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

PM de Colíder (MT) prende assaltante com caminhonete roubada em Nova Canaã do Norte (MT)

seg jan 4 , 2021
Policiais foram informados que dois bandidos assaltaram uma residência e levaram várias joias e objetos, fugindo na caminhonete da família, em direção à Colíder. Via Nortão Online A Polícia Militar de Colíder agiu rápido e conseguiu prender um assaltante e recuperar uma caminhonete e vários produtos tomados em um assalto […]