Dieta mediterrânea é eleita a melhor de 2021

Via CNN Brasil

A medalha de ouro de 2021 de melhor dieta foi para a dieta mediterrânea pelo quarto ano consecutivo, segundo o ranking anual divulgado na segunda-feira (4) pela revista “US News & World Report”.

O segundo lugar teve um empate entre a dieta DASH, caracterizada pela adoção de um hábito alimentar para reduzir a pressão arterial, e a dieta flexitariana (ou semivegetariana), que segue o vegetarianismo na maior parte do tempo, mas é flexível o suficiente para permitir um hambúrguer de vez em quando.

O que todas essas dietas têm em comum? Eles enfatizam a redução ou eliminação de alimentos processados e focam em refeições com muitas frutas, vegetais, feijões, lentilhas, grãos integrais, nozes e sementes.

As dietas Dukin e cetogênica, baseadas na ingestão de alimentos ricos em proteínas ou gorduras com um mínimo de carboidratos, ficaram em último e penúltimo lugar no ranking de dietas. Essas dietas normalmente são mal avaliadas pelos especialistas porque são extremamente restritivas, difíceis de seguir e eliminam grupos de alimentos inteiros, o que não é recomendado pelas diretrizes alimentares.

Para julgar as dietas, um comitê de especialistas em doenças cardiovasculares e diabetes, nutrição, dieta, psicologia alimentar e obesidade revisou pesquisas sobre dietas em revistas médicas, relatórios do governo e outros recursos.

“Reunimos um grupo de 24 especialistas que lidam com dietas, perda de peso e obesidade o tempo”, disse Angela Haupt, editora-chefe de saúde da “US News & World Report”.

“Eles avaliaram cada dieta de acordo com uma série de critérios: se é fácil de seguir, qual a probabilidade de levar à perda de peso no longo prazo, se é saudável e segura, e a eficácia na prevenção ou controle de doenças crônicas como diabetes e doenças cardiovasculares”, explicou.

Mais benefícios da dieta mediterrânea

Frutos do mar
Frutos do mar são parte importante da culinária mediterrânea

Além de ser eleita a melhor dieta, a análise de 39 planos alimentares também deu à dieta mediterrânea o primeiro lugar na categoria de melhor dieta baseada em vegetais. A dieta flexitariana ficou em segundo lugar, seguida pela dieta nórdica, que promove a ingestão de alimentos de origem local e com baixo índice glicêmico.

A dieta mediterrânea também empatou com a dieta DASH e a dieta Ornish como dieta mais saudável para o coração. A dieta Ornish foi criada em 1977 pelo doutor Dean Ornish, fundador do Instituto de Pesquisa em Medicina Preventiva, uma entidade sem fins lucrativos na Califórnia. Ornish argumenta que sua dieta é o único programa cientificamente comprovado para reverter doenças cardiovasculares em um ensaio clínico randomizado sem drogas ou cirurgias. Especialistas afirmam que a dieta é restritiva e difícil de seguir.

A dieta mediterrânea também empatou em primeiro lugar com três dietas: a flexitariana na categoria melhor dieta para diabetes, a do Vigilantes do Peso como dieta mais fácil de seguir e a DASH como melhor dieta para uma alimentação saudável.

Tantos elogios não são uma surpresa, pois vários estudos demonstraram que a dieta mediterrânea pode reduzir o risco de diabetes, colesterol altodemênciaperda de memóriadepressão e câncer de mama. As refeições da ensolarada região do Mediterrâneo também têm sido associadas a ossos mais fortes, um coração mais saudável e uma vida mais longa.

A dieta é caracterizada por alimentos simples à base de plantas, com a maior parte de cada refeição consistindo de frutas e vegetais, grãos integrais, feijões e sementes, com algumas nozes e uma forte ênfase no azeite de oliva extra virgem. Dá adeus ao açúcar refinado e à farinha, exceto em raras ocasiões. Outras gorduras além do azeite, como a manteiga, raramente são consumidas.

A carne aparece muito de vez em quando, apenas para dar sabor a um prato. Em vez dela, as refeições podem incluir ovos, laticínios e aves, mas em porções muito menores do que na dieta ocidental tradicional. O peixe, no entanto, é um elemento básico e fundamental.

“É mais do que uma dieta, é um estilo de vida”, disse em entrevista à CNN a nutricionista Rahaf Al Bochi, da cidade de Atlanta, nos Estados Unidos, que ensina a dieta mediterrânea para seus clientes. “[A dieta] também incentiva a comer com amigos e familiares, socializar durante as refeições, comer conscientemente seus pratos favoritos, bem como exercícios conscientes para um estilo de vida totalmente saudável”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Datas do Enem devem ser mantidas

qui jan 7 , 2021
Inep diz que está preparado para prova em ambiente de pandemia Via Agencia Brasil O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Alexandre Lopes, disse hoje (7) que o cronograma do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deve ser mantido e que as provas não […]