Em crise, comércio vê vendas para ginástica em casa dispararem

São itens como esteiras, bicicletas ergométricas, tapetes e halteres, sendo que as vendas de alguns deles mais que triplicaram

Venda de esteiras aumentou nas principais redes
Pexels

As principais redes de varejo sentem o impacto econômico trazido pelo confinamento em grande parte do Brasil, mas um dos segmentos de produtos está em alta: o de equipamentos de ginástica para serem usados em casa, conhecido pelos lojistas como “home fitness”.

São itens como esteiras, bicicletas ergométricas, tapetes e halteres, sendo que as vendas de alguns deles mais que triplicaram.

Polishop, Magazine Luiza e Netshoes apontam aumento nas vendas em março dos equipamentos encontrados nas principais academias.

Segundo o CEO da Polishop, João Appolinário, a categoria home fitness teve crescimento de cerca de 200% desde meados do mês, quando começou a se falar de forma mais intensa sobre o confinamento no Brasil e o governo de São Paulo recomendou o fechamento de academias.

“É um fenômeno que está acontecendo no mundo. Quase que triplicamos o número de entregas. Tivermos que mexer e readequar a logística para isso”, disse.

Os produtos de ginástica para casa foram a solução encontrada não só por quem frequenta academias particulares ou as de condomínio, que também foram fechadas amplamente, mas atraem também quem deseja fazer uma simples caminhada e não tem espaço dentro de casa.

Tanto que houve aumento de procura por esteiras, um produto que costuma custar a partir de R$ 3 mil, em média. Produtos com preços mais acessíveis, como aparelhos de abdominal, encontrados por valores como R$ 30, são os que têm maior procura, relata.

A busca motivou a rede inclusive a fazer promoções. “Achamos que como medida seria interessante fazer algo que fizesse mais sentido agora do que ser oportunista nesse momento em que as pessoas estão comprando por uma necessidade, porque a academia fechou etc”, afirma.

Segundo o executivo, o segmento está ajudando a minimizar o impacto do fechamento das 300 lojas físicas da rede pelo país em razão das decretações de quarentena. Além desse segmento, cresceu a procura por equipamentos que facilitam a limpeza da casa. “Houve um crescimento no e-commerce em função dessas duas categorias”, resume.

A Netshoes e a Magazine Luiza também apontam aumento na procura pelo segmento “treino em casa”. As vendas de esteiras e bicicletas ergométricas subiram 300% em relação a fevereiro. Outros itens avançaram ainda mais: elástico e faixas tiveram crescimento de 2.700%; cordas, de 2.100%; e tapetes e halteres de 2.000%.

Fonte: https://noticias.r7.com/economia/em-crise-comercio-ve-vendas-para-ginastica-em-casa-dispararem-02042020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Assunto do Dia 02/04/20

qui abr 2 , 2020
VOCÊ TEM ALGUM DISTÚRBIO DE ANSIEDADE ? VOCÊ SE DESCREVE COMO UMA PESSOA NERVOSA ? ANDA O TEMPO TODO PREOCUPADO ?VIVE TENSO OU TEM MUITA DIFICULDADE PARA RELAXAR ? HOJE VAMOS DIVIDIR NOSSA ANSIEDADE