Escolas estaduais retomam atividades presenciais no dia 1º de fevereiro

Primeiro retornam os profissionais da educação, para a semana pedagógica e, no dia 8 de fevereiro, os alunos ocupam as salas de aula, em sistema de revezamento.

Via Assessoria Seduc/MT

O retorno das atividades na rede estadual de ensino está confirmado para o dia 1º de fevereiro, no sistema híbrido (presencial e não presencial). Primeiro voltam os professores, diretores e assessores, que terão uma semana pedagógica (de 1º a 5 de fevereiro), fechando o planejamento para 2021. No dia 8 de fevereiro será a vez dos alunos voltarem às salas de aula, com revezamento.

Secretário de Estado de Educação, Alan Porto enfatiza que todas as escolas estaduais de Mato Grosso receberam, no fim de 2020, recursos para comprar álcool em gel, máscaras, entre outros materiais que visam garantir a proteção dos mais de 380 mil alunos e 40 mil profissionais. Outras ações são adotadas nas unidades escolares para manter todos os protocolos de biossegurança e evitar a contaminação pela Covid-19.

Além de Mato Grosso, mais 14 estados já anunciaram que a educação será retomada no sistema presencial a partir deste mês. Goiás e Piauí querem os alunos nas salas de aula ainda em janeiro. Para fevereiro, o retorno presencial está previsto em São Paulo, Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul, Ceará, Rio Grande do Norte e Pernambuco. Amapá e Pará também já anunciaram aulas presenciais, mas ainda sem data definida.

O secretário Alan Porto lembra que em Mato Grosso as escolas suspenderam as atividades presenciais em março do ano passado. Ele enfatiza que um dos grandes desafios da educação este ano é justamente recuperar os prejuízos causados à aprendizagem em 2020 pela pandemia.

Lembra ainda que todas as decisões da Seduc são tomadas considerando a curva de evolução da Covid-19 e que, se necessário, serão reavaliadas a qualquer momento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Exército deve transferir o 9° BEC de Cuiabá para Sinop (MT)

qua jan 6 , 2021
A justificativa é que o Exército já possui uma área doada pelo município de Sinop para receber a sede e que a transferência resultará em ganhos estratégicos e logísticos. Via G1/MT A sede do 9º Batalhão de Engenharia e Construção de Cuiabá deve ser transferida para Sinop, no norte do […]