Fumaça de queimadas causa morte de abelhas e a produção de mel deve ser até 60% menor em MT

A colheita do mel em Mato Grosso dura cerca de 4 meses, vai de agosto até novembro.

Por Guilherme Barbosa, TV Centro América

No ano passado, foram colhidas mais de 20 toneladas de mel – Foto: internet

A fumaça das queimadas prejudicou apiários e a produção de mel deve ser até 60% menor em Mato Grosso.

Em uma das propriedades, na região de Deciolândia, em Diamantino, o apicultor tem 1.300 colmeias.

Setecentas delas estão em produção. No ano passado, foram colhidas mais de 20 toneladas de mel , mas a safra deste ano deve cair pela metade. A fumaça dos incêndios tem causado a morte das abelhas.

Para fazer a colheita do mel, o apicultor utiliza o fumacê, que é uma técnica de manejo. A fumaça produzida pelo equipamento geralmente é fria, controlada e não intoxica as abelhas, bem diferente da fumaça das queimadas.

Quando uma queimada ocorre no entorno do apiário, ela modifica todo o habito de onde essas abelhas procuram por recursos.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Mato Grosso produz uma média de 500 toneladas de mel por ano.

A colheita do mel em Mato Grosso dura cerca de 4 meses, vai de agosto até novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Maconha escondida em bobina de fibra ótica é apreendida pela PRF em Campo Verde (MT)

qua set 23 , 2020
Via Secom PRF MT Através de policiamento orientado por Inteligência, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) prendeu 5 pessoas e apreendeu mais de 90 kg de maconha, na BR 364 em Campo Verde/MT.  Na noite de terça-feira (22), os PRFs abordaram o veículo IMP/M.Benz 310, de cor verde, com […]