Justiça proíbe enfermeira de morar com o filho na pandemia da Covid-19 por risco de contaminação em MT

Mãe não vê o filho há 9 meses e alega que pai está dificultando o contato com a criança. Ela afirma que desde setembro já não está mais na linha de frente da pandemia, em Cuiabá.

Via G1 MT

Justiça proíbe enfermeira de MT e filho de morarem juntos por causa da Covid-19 Foto: G1

A Justiça determinou que uma criança de 7 anos more com o pai e não mais com a mãe, em Mato Grosso. Eles são separados há nove meses e a profissão da mãe foi um dos motivos da decisão judicial: ela é enfermeira. Para a Justiça, ela pode levar o coronavírus para casa e contaminar a criança.

Com a chegada da pandemia, ela foi para a linha de frente.

No começo da pandemia, a enfermeira conversou com o ex-marido, que mora no Paraná, e combinaram que o filho ficaria com o pai por alguns meses por questões de segurança.

Quando se separaram, há dois anos, os pais fizeram um acordo na Justiça: a enfermeira pôde morar com o filho, em Mato Grosso. O ex-marido, que é DJ e técnico de enfermagem, vive no Paraná e ficava com o menino nas férias.

“Meu filho foi na promessa e na palavra dele de que, quando as coisas se estabelecessem mais um pouco, em junho para julho, meu filho retornaria”, contou.

enfermeira de MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Mercado financeiro eleva estimativa de inflação de 3,54% para 4,21%

seg dez 7 , 2020
Projeção ultrapassa o centro da meta definida em 4%, para este ano Via Agencia Brasil A estimativa do mercado financeiro para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu de 3,54% para 4,21%, de acordo com o boletim Focus, divulgado hoje (7), pelo Banco Central (BC). O documento, […]