Léo Chaves enterra boatos de volta com Victor e lança 1º DVD solo em 2021

Via Metrópoles

REPRODUÇÃO

Depois de rumores de que planejava retornar a dupla com o irmão Victor, o cantor Léo Chaves anuncia seu primeiro projeto para 2021. o próximo ano marcará o lançamento do DVD solo do cantor, marcando a nova fase de sua carreira.

A pandemia, e o isolamento social decorrente das medidas de prevenção, ajudaram o Léo a se focar no novo projeto.

O período sem tantas viagens ajudou no processo de criação. “Decidir olhar também quais eram os frutos que poderiam nascer dessa tempestade toda de 2020 e, naturalmente, isso aconteceu dentro de estúdio, já que eu não poderia viajar. A gente aproveitou pra produzir muito, muitas canções, trabalho que vai render meu primeiro projeto solo. Foi um período de dois anos de laboratório, de experimentos musicais, onde eu lancei 5 singles, mas pude também entender o que as pessoas esperam de mim, agora eu tenho a resposta na ponta da língua. Quando eu e meu irmão paramos, eu não quis vir pro mercado imediatamente, e esperei, estrategicamente, planejando como me apresentaria pro mercado. Em 2021 o público poderá conferir”, afirmou.

Léo Chaves publicou em seu canal no YouTube um vídeo que mostra imagens do processo criativo do DVD. As cenas foram gravadas no estúdio BR Chaves, que fica localizado no escritório do cantor, em Uberlândia. A produção será assinada por ele, Beto Rosa e Junior Melo.

2020 complicado

Em um ano marcado pela restrições a eventos, os artistas tiveram que se reinventar. Foi o caso do cantor Léo Chaves, que fez 35 lives de shows e palestras, muitas delas corporativas, nos últimos 9 meses.

Para o cantor, o ano de 2020 trouxe algo que era incomum em sua rotina agitada: tanto tempo em casa para ficar com os filhos. “Quando vi que as coisas realmente iam parar por muito tempo, eu tentei olhar pra horizontes mais promissores diante da situação. A primeira coisa que eu decidi foi ficar próximo dos meus filhos, aproveitar disso tudo. Há 14 anos eu não passava todas as semanas do ano juntos a eles, a ultima vez que aconteceu isso foi antes da fama, do sucesso. Essa convivência me fez um bem enorme, foi um presente.”.

Outra mudança destacada foi a liberdade. “Liberdade com minha programação, com a agenda. A vida de estrada, de certa forma, aprisiona o artista. Você se sente parte de uma indústria, que não há como você se ausentar sendo protagonista da história. Há muitas pessoas que sobrevivem desse mercado e, você estando à frente do palco, não tem como se ausentar.”.

Apesar de ter mantido sua equipe e funcionários mesmo com a pandemia, Léo vê prejuízos para o setor. “A pandemia lesou bastante a esfera do showbusiness. Muitas pessoas que trabalhavam nesse ramo já estão em outras atividades, isso é um peso pra gente. Lógico, quem tem uma postura mais preventiva e pé no chão, sobreviverá, e seguirá no ramo; mas infelizmente muitos não têm”, concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Chaves: filho de Roberto Bolaños anuncia nova série inspirada na obra original

ter dez 29 , 2020
Via Canal Tech Se a cena cinematográfica mexicana ficou conhecida no Brasil, os grandes culpados são os seriados Chaves (El Chavo del Ocho, no idioma original) e Chapolin Colorado (El Chapulín Colorado), ambos protagonizados por Roberto Gómez Bolaños — que infelizmente nos deixou em novembro de 2014. Porém, engana-se quem pensa que jamais vamos […]