Março começa com chuva de 100 mm no primeiro dia; veja a previsão

Áreas bastante castigadas devem ser atingidas e podem registrar alagamentos e deslizamentos de terra

chuva com raios

Sábado, 29

Sul

Fevereiro chega ao fim com tempo firme na maior parte do Rio Grande do Sul e do centro e oeste do Paraná, ainda sob atuação de massas de ar seco na região.

Volta a condição de chuva nas demais áreas por conta da formação de instabilidades em altos níveis da atmosfera, mas a precipitação será pontual e sem grandes acumulados. 

De modo geral, mantém-se a condição de grande amplitude térmica. 

Sudeste

Chove de forma volumosa em pontos do Vale do Paraíba, Minas Gerais, na divisa de São Paulo e Rio de Janeiro e no encontro do norte fluminense com o Espírito Santo. 

O tempo continua bastante fechado e ainda com temperaturas amenas na região. Aliás, volta a condição de céu mais nublado no litoral paulista, da Baixada Santista até o litoral norte.

Centro-Oeste

A expectativa é de chuva significativa em boa parte de Mato Grosso e Goiás, além de no Distrito Federal, sob influência do corredor de umidade.

Enquanto isso, na maior parte de Mato Grosso do Sul, o tempo firme predomina novamente.

Nordeste

O fim de semana começa com chuva por conta da combinação de calor e umidade. Fevereiro se despede com chuva volumosa do Maranhão ao Rio Grande do Norte, atingindo também o sertão da Paraíba e de Pernambuco.

Enquanto isso, o tempo firme continua de Salvador (BA) a Aracaju (SE).

Norte

Ainda chove na maior parte da região devido às instabilidades tropicais, mesmo que sejam pancadas rápidas, intercaladas com períodos de sol e calor. 

O tempo firme vai predominar desta vez apenas em Roraima, ainda sob a influência de uma massa de ar seco que inibe a formação de instabilidades.

Domingo, 1º

Sul

O tempo firme predomina em praticamente todo o Rio Grande do Sul, no oeste de Santa Catarina e no sudoeste do Paraná, com a atuação da massa de ar seco. 

As demais áreas têm chuva isolada e sem grandes acumulados devido à umidade que vem do oceano. A chuva pode ganhar intensidade apenas no litoral paranaense por conta da aproximação de novas instabilidades em altos níveis da atmosfera.

Sudeste

Pouca coisa muda em relação aos últimos dias de fevereiro e o tempo continua instável. O céu segue mais nublado no Rio de Janeiro, Espírito Santo, Minas Gerais e litoral de São Paulo. 

A novidade fica com o alerta de chuva volumosa no Rio de Janeiro e Zona da Mata mineira com volumes que podem chegar aos 100 milímetros. No litoral norte de São Paulo e na Baixada Santista, o volume também pode atingir 100 mm.

De modo geral, em todas essas áreas, não se descarta o risco de temporais e transtornos como alagamentos, deslizamentos de terra, queda de árvores e muros.

Centro-Oeste

A condição é de chuva, especialmente em Goiás e no Distrito Federal, devido à atuação de instabilidades em altos níveis da atmosfera. A chuva deve ser volumosa e pode vir acompanhadas por raios. Em Mato Grosso chove, mas já sem grande intensidade. Volta a chover em boa parte de Mato Grosso do Sul, porém, ainda de forma isolada e com baixos acumulados.

Nordeste

A expectativa é de chuva, mesmo que sejam pancadas rápidas, intercaladas com períodos de sol e calor. 

Acumulados significativos ainda devem ser registrados no Maranhão, no Piauí e no Ceará devido à atuação da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT).

Norte

Chove em grande parte da região. Grandes volumes podem ser registrados no Tocantins devido às instabilidades em altos níveis da atmosfera. 

Por enquanto o tempo firme predomina em Roraima, ainda sob a atuação da massa de ar seco.

Canal Rural, com informações da Somar Meteorologia

Fonte: https://tempo.canalrural.com.br/noticias/2020-02-28/marco-comeca-com-chuva-de-100-mm-no-primeiro-dia-veja-a-previsao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Santo do dia 29 - Beata Antônia da Firenze

sáb fev 29 , 2020
Antônia ou Antonieta nasceu no ano de 1400. Foi levada ao casamento aos 15 anos. Ficando viúva com um filho. Entrou, alguns anos depois da segunda viuvez, nas Clarissas de Santo Onófrio, onde edificou as irmãs pela piedade e todas as virtudes. Foi enviada para o Convento de Santa Ana […]