O PROCON DE COLÍDER TRAZ ORIENTAÇÕES IMPORTANTES NO MÊS DO CONSUMIDOR PRA VOCÊ

Fernanda Soares (coordenadora do Procon) e Jose Carlos Donadia (advogado/assessor juridico).
Ouça a reportagem!

O Procon ( Programa de Proteção e Defesa do Consumidor) é um orgão responsável em “mediar conflitos entre consumidores e fornecedores de produtos ou serviços”.

Toda vez que o consumidor se sentir lesado, subtraido, no seu direito pode e deve procurar uma unidade do Procon. Mas é importante que a queixa seja fundamentada e responsavel para que o Procon possa agir dentro dos parametros legais.

Março pode-se dizer que é o mês do consumidor, pois no dia 15, comemora-se o Dia do Consumidor.

No intuito de obter informaçoes no tangente ao direito do consumidor, falamos com Fernanda Soares, coordenadora da unidadd do Procon em Colider, MT.

Segundo a coordenadora, o contato com o consumidor é na maioria das vezes direto,
quando este procura vir até a unidade expor o problema.
O que muitos não sabem é que o consumidor também pode registrar sua reclamação na plataforma digital: www.consumidor.org.br.
O cadastro no site é rápido, simples. Basta preencher alguns dados e fazer login (entrada).

Fernanda Soares salienta que o Procon tem o esmero cuidado de verificar os fatos, porque cada consumidor “tem uma relação de consumo mediante a empresa”. Ou seja, é preciso compreender essas relações bilaterais para agir. Ainda enfatiza que o Procon Municipal possui três tipos de ações que variam de acordo com o grau do problema. São estes:

Primeiro: abre-se um atendimento preliminar imediato, de entendimento da situação.

Segundo: caso nao resolveu de imediato, cria-se uma CIP (Carta de Informações Preliminares) para enviar á empresa ou fornecedor com a exigencia de solução de 15 (quinze dias) entre os envolvidos.

Terceiro: caso nao houve soluções mais tranquilas, abre uma reclamacão jurisprudencial que pode se encaminhar numa possivel audiência de conciliação.

Algumas empresas parceiras ja estão cadastradas no sistema do Procon para facilitar a resolução de queixas, como a Vivo, Claro, Tim, Oi, Banco do Brasil, Banco do Bradesco, Sicredi.

Quando o consumidor não sabe correto o endereço da empresa, é importante levar pelo menos o numero do CNPJ para que se faça a busca pelo sistema da Receita Federal.

Claudemir Lima (Radio Aliança FM)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

MULHER É ROUBADA E ASSASSINADA EM ZONA RURAL DE NOVA CANAÃ DO NORTE

ter mar 10 , 2020
A guarnição da Policia Militar de Nova Canaã do Norte (MT) foi acionada ontem para averiguar um possivel homicidio nas proximidades do Distrito de Ouro Branco, ha cerca de 35 quilometros da zona urbana.Ao chegar ao local foi encontrada a senhora Marlene Roque da Cruz de 39 anos já sem […]