Policiais e profissionais da saúde de MT podem usar carros apreendidos durante a pandemia de coronavírus

Os veículos que não tiverem os seus proprietários identificados poderão ser usados pelas forças de segurança pública e pelos profissionais da saúde.

Via G1 MT

Carros serão utilizados por profissionais da saúde e segurança Foto: Detran-MT/Divulgação

O governo do estado sancionou uma lei que permite que as forças de segurança pública e profissionais da saúde utilizem veículos apreendidos, cujo proprietário não tenha sido identificado, durante a pandemia do novo coronavírus. O projeto é de autoria do deputado estadual Elizeu Nascimento.

De acordo com texto da lei, o veículo automotor que após vistoria e exame pericial não tiver identificada sua procedência e propriedade, em função de adulteração da numeração original, poderá ser utilizado pelas forças de segurança pública e pelos profissionais da saúde, em trabalho exclusivo de repressão penal e no combate ao novo coronavírus (Covid-19), respectivamente, pelo período em que perdurar o estado de calamidade pública, declarado pelo Decreto nº 424, de 25 de março de 2020, ou norma que venha a substituí-lo.

“O objetivo desta lei é dar destinação útil a milhares de veículos apreendidos, sem ter os seus proprietários identificados, que abarrotam os depósitos públicos. Esses veículos, que acabam sucateados, destruídos pela ação do tempo e pela falta da manutenção necessária, agora serão utilizados em finalidades sociais do estado, como repressão à criminalidade, investigações e salvamento de vidas”, justifica o parlamentar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Auxílio Emergencial: contestação a indeferimento, cancelamento ou bloqueio tem novos prazos

seg dez 14 , 2020
A única maneira de fazer a contestação é pelo site da Empresa de Tecnologia e Informações da Previdência (Dataprev) Via Brasil 61 As pessoas consideradas inelegíveis para a extensão do Auxílio Emergencial passam a ter novos prazos para contestação. O prolongamento também vale para quem teve os pagamentos do benefício […]