TRE-MT recebe material de higienização para cartórios eleitorais de Mato Grosso

Os 25,2 mil frascos de álcool estão entre os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) que serão distribuídos pelo TSE a todos os Tribunais do país para serem utilizados no dia da eleição para proteção à saúde dos mesários e demais colaboradores da Justiça Eleitoral; Os demais EPIs, máscaras, faces shields chegam até o dia 30 deste mês.

Via Assessoria TRE/MT

Arquivo Altonorte

O Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT) recebeu, na quarta-feira (16.09), do Tribunal Superior Eleitoral, a primeira parte dos materiais de proteção individual à saúde que serão utilizados nas Eleições 2020. Exatos 25,2 mil frascos de álcool em gel foram recebidos e já começam a ser remetidos para todos os cartórios eleitorais do Estado. Serão quatro frascos de 400 gramas para cada seção eleitoral.

“A eleição sempre foi a maior operação logística de nosso Estado, onde a Justiça Eleitoral precisa estar presente nos 141 municípios de Mato Grosso. Este ano será uma operação ainda maior. Além da urna e equipamentos, vamos levar todo material destinado diretamente a proteção individual à saúde dos mesários, servidores e demais colaboradores e forma indireta, dos eleitores. Então o desafio que sempre foi grande está mais complexo”, destacou o diretor geral do TRE-MT, Mauro Diogo.

Os demais equipamentos de proteção individual (EPIs) – 34 mil faces shields, 134 mil máscaras, 34 mil frascos de álcool em gel 200 gramas (individual de cada mesário), sete mil frascos de álcool líquido para higienização de equipamentos, além de adesivos e pôsteres de sinalização e orientação, devem chegar ao TRE no máximo até o dia 30 de setembro, conforme o planejamento apresentado pelo Tribunal Superior Eleitoral.

Todo o material foi doado por empresas, entre elas, o Mercado Livre, Magazine Luíza, Ambev, Cosan, Ifood, Gerdau, Fiesp, Febraban, Kablin.

Responsável pela logística de distribuição dos EPIs, a Secretária de Administração e Orçamento do TRE-MT, Tânia Yoshida, explicou como deve ser feita a distribuição. “Nós vamos fazer a remessa desses materiais às Zonas Eleitorais conforme formos recebendo os carregamentos. Adotamos esse método para que os Cartórios possam iniciar os trabalhos de separação e logística de distribuição aos locais de votação. Vamos seguir à risca o ‘Plano de Segurança Sanitária das Eleições 2020’, elaborado pelo hospital Sírio-libanês, Fundação Fiocruz e sociedade Albert Einstein. Teremos eleições seguras”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Lady Gaga conta como passou a odiar a própria persona: “Me sentia exausta e usada”

seg set 21 , 2020
A cantora falou sobre assuntos delicados em entrevista ao Sunday Morning Show, da CBS Via PopLine Em uma entrevista para a CBS, exibida neste domingo (20/09) nos Estados Unidos, Lady Gaga falou sobre os problemas que enfrentou em relação a sua saúde mental, antes de entrar em sua nova fase. A cantora revelou […]