Wesley Safadão faz denúncia contra Mileide Mihaile e embate vira caso na Justiça

Via RD1

(Imagem: Reprodução / Instagram)

Wesley Safadão entrou com uma notícia-crime contra Mileide Mihaile, mãe de Yhudy, seu primogênito. Segundo a coluna de Fábia Oliveira, do jornal O Dia, o cantor acusou a ex de expor o menino a um ambiente inapropriado para sua idade. Dessa forma, a empresária está sendo investigada pelo delito previsto no artigo 232, da Lei 8.069/90 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), de “submeter criança ou adolescente sob sua autoridade, guarda ou vigilância a vexame ou a constrangimento”.

No documento feito pelos advogados do forrozeiro, a equipe explicar que a festa a festa de Halloween realizada por Mihaile, em outubro do ano passado, não era um evento apropriado para menores de idade.

“Não era, de forma alguma, apropriado para crianças, pois, além de estar sendo oferecida bebida alcoólica, estava tocando músicas de cunho pejorativo e danças sensuais – restando claramente que era um lugar para maiores de 18 anos, e não para menores incapazes“, afirma um trecho da defesa de Safadão.

A queixa ainda consta com fotos anexadas. Nas imagens, é possível ver os convidados dançando funk e indo até o chão, além de um carrinho de drinks. O documento ainda afirma que o ambiente “se tornou uma ameaça à integridade moral e psíquica do menino”.

A queixa prestada por Wesley Safadão ainda cita as fantasias usadas pelo filho e pela ex-esposa. Na ocasião, eles se vestiram de Coringa e Alerquina. Quando a influencer postou fotos das vestimentas no Instagram, houve um alvoroço, já que eles posaram com armas de brinquedo (acessório dos personagens). Sendo assim, o documento ressalta o fato da criança ter posado com a mãe, usando a arma de brinquedo de forma a “insinuar que estava atirando em alguém”.

A equipe de advogados do músico alegam que estes acontecimentos “violam frontalmente diversos preceitos e garantias previstas na Constituição Federal de 1998 e no Estatuto da Criança e do Adolescente”. Na conclusão, a defesa explica que Wesley não iria se opor ao evento se ele “tivesse ocorrido dentro dos limites razoáveis para uma festa direcionada a crianças, afinal, seu filho tem todo o direito de se divertir e festejar com os amigos, desde que seja um ambiente tranquilo e saudável para o seu desenvolvimento”.

De acordo com a publicação, os depoimentos já estão nas mãos do juiz para julgamento. Caso Mileide Mihaile seja condenada, ela pode pegar detenção de seis meses a dois anos. No entanto, a pena pode ser convertida em multa ou prestação de serviço comunitário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Postos de gasolina poderão ser obrigados a demonstrar emissão de gases de efeito estufa por litro de combustível

qua set 23 , 2020
Projeto do deputado Paulo Araújo quer que estabelecimentos mantenham placas informativas em local visível ao consumidor Via Mato Grosso Economico O deputado estadual, Paulo Araújo (Progressistas) apresentou na sessão plenária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na última quarta-feira (16) projeto de lei n° 802/20, que obrigam os postos de […]