22 de julho: “Dia Internacional do Trabalho Doméstico”

Hoje, 22 de julho, é comemorado internacionalmente o Dia do Trabalhador Doméstico. A data foi firmada em 1921, ou seja, há quase 100 anos.

Tema discutido hoje no Programa Estação Livre na Rádio Aliança FM 99,9 apresentado por Claudemir Lima com participação da comunicadora Rosely Pereira no quadro É Bom Saber.

Via Doméstica Legal

No dia 22 de julho é comemorado internacionalmente o “Dia do Trabalho Doméstico”. A data foi firmada há 95 anos, nos Estados Unidos, já fazendo referência à luta por condições de trabalho mais justas.

Atualmente, no Brasil, a data é simbólica e serve para lembrar o valor do serviço doméstico, mas não tem feriado constituído. O emprego doméstico é a fonte de renda de mais de 6,4 milhões de brasileiros, em sua maioria, mulheres.

No país, a categoria tem ainda outra data festiva, no dia de Santa Zita, padroeira destes trabalhadores, 27 de abril, comemora-se também o “Dia Nacional da Empregada Doméstica”.

Conheça a história por trás da data

O motivo da celebração vem de uma história, não se sabe ao certo se fictícia ou verídica, conta-se  que em 1921, um empregado chamado Joe Paul Simenn lutava por uma folga. O homem que era empregado em uma importante mansão da cidade de Ywgardnent, na Califórnia, há muitos meses tentava um dia de descanso junto aos seus patrões, para poder ver sua esposa e filhos que moravam distante. A folga, entretanto, nunca era concedida sob a alegação de que a família empregadora ficaria sem ter quem os servisse.

No mês de julho, o empregado teria recebido, por carta, a notícia de que uma de suas filhas estaria gravemente doente. Na ocasião também se aproximava o primeiro aniversário do seu filho caçula, que tinha visto apenas recém-nascido. Foi então que Joe Paul teve a ideia de dizer aos seus patrões que entre os dias 21 e 22 de julho, era o “Dia do Serviçal” e por isso deveriam conceder folga. Ele alegou ainda que quem não desse o descanso aos seus trabalhadores corria o risco de ser punido na corte, como era conhecido o tribunal, na época.

O empregado teria espalhado o boato por toda a vizinhança, sendo assim, os demais empregadores também com medo de serem punidos na justiça concederiam folga aos seus empregados e a história dele ganharia mais força.

Bastante esperto, não?

Emprego doméstico no Brasil

Segundo a PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, existem cerca de 6,3 milhões de trabalhadores domésticos no Brasil.

A maioria desse número é composta por mulheres que, ao mesmo tempo, são chefes de família.

Infelizmente, o número de empregadas domésticas com acesso aos direitos a elas garantidos por lei ainda é muito reduzido.

Ainda segundo a PNAD, aproximadamente 72% dos trabalhadores domésticos não têm registro em carteira, sendo privados do seu acesso aos direitos conferidos pela legislação.

Porém, convém esclarecer que, a qualquer momento, a empregada doméstica pode procurar a Justiça para exigir o registro e receber verbas que eventualmente não foram pagas no período sem registro.

Fonte: iDoméstica

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Instagram ganha tradução de textos nos Stories em 90 idiomas

qui jul 22 , 2021
No momento, as traduções nos Stories estão apenas disponíveis para textos e não em áudios Via Pop Line O Instagram lançou ontem (21) a possibilidade de traduzir textos do Stories em até 90 idiomas, para todos seus usuários. O novo recurso detecta automaticamente o idioma utilizado no texto do Stories e oferece a […]