Ambulâncias vão reforçar hospitais regionais no combate ao coronavírus no interior do Estado

Compra emergencial viabilizou a aquisição de 44 unidades móveis, no valor total de R$ 9,5 milhões, para reforçar o enfrentamento à Covid-19

Via Assessoria SES/MT

Governador Mauro Mendes e o secretário Gilberto Figueiredo, fazem a entrega simbólica de 20 ambulâncias para atender a rede pública de Mato Grosso
Créditos: Christiano Antonucci

O governador Mauro Mendes e o secretário de Estado de Saúde, Gilberto Figueiredo, entregaram de forma simbólica, nesta terça-feira (02), no Palácio Paiaguás, 20 novas ambulâncias com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) que serão destinadas para os Hospitais Regionais e utilizadas para o enfrentamento da pandemia pelo coronavírus. As unidades móveis integram uma compra emergencial de 44 unidades, feita pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) em maio.

“Estamos fazendo isso dentro da estratégia dos hospitais de referências que temos no interior. Com isso, a gente vai adotando o estado com essa capacidade; atendendo a nossa população, abrindo novas UTIs e deixando que a nossa economia continue funcionando em regime de quase normalidade”, pontua o governador, destacando a importância dessa estratégia adotada pelo governo que “minimiza o impacto na vida das pessoas, dos empregos, das atividades econômicas, tão essencial para que as pessoas possam sobreviver”.

O valor total do investimento é de R$ 9.584.800,00, recurso próprio da gestão estadual, informa o secretário Gilberto. O gestor também lembra que os veículos servirão tanto para o combate ao coronavírus quanto para o atendimento às demais enfermidades. A previsão é que as outras 24 ambulâncias sejam entregues ainda no mês de junho.

“Essas ambulâncias vão ajudar muito porque não temos leitos para pacientes com Covid-19 em todos os municípios do estado de Mato Grosso, tampouco em todos hospitais. Um paciente que estiver em uma localidade e precisar ser transportado para um hospital de referência poderá ser transportado de forma área ou terrestre; cabendo ao médico regulador da Central de Regulação, de acordo com as informações do paciente, decidir isso”, afirmou Gilberto, ao enfatizar que a equipe da SES-MT trabalha intensamente para fornecer melhores condições de atendimento em meio à pandemia do coronavírus.

Durcy Arévalo e Ana Lazarini | SES-MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Nova prorrogação do prazo para pagamento do IPVA é anunciado pelo Governo de MT

ter jun 2 , 2020
O imposto que deveria ser pago em junho, julho e agosto, poderá ser pago em outubro, novembro e dezembro; decreto com detalhes será publicado no Diário Oficial Via Secom/MT O Governo de Mato Grosso irá adiar novamente o prazo para pagamento do Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (IPVA), relativo […]