Avião bate em cabos de alta tensão, cai e fica destruído em Nova Mutum; um ferido

fotos: Djeferson Kronbauer e assessoria

O acidente ocorreu, há pouco, na região do quilômetro 591 em Nova Mutum. Um avião agrícola de pequeno porte colidiu com os cabos de alta tensão, caiu em uma plantação de milho, a cerca de dois quilômetros da BR-163. O Corpo de Bombeiros informou, ao Só Notícias, que a aeronave pegou fogo no chão após a queda.

O piloto, Irineu Bueno da Silva de 48 anos, conseguiu sair da aeronave, estava com algumas escoriações e com Traumatismo Crânio Encefálico. Foi realizado o atendimento dele e o transporte para o município.

Durante o trajeto, a guarnição encontrou com uma equipe de suporte avançado da concessionária, que ofereceu ajuda. Devido a gravidade dos ferimentos da vítima foi realizada a troca de ambulância e em seguida transportado para o hospital.

De acordo com a concessionária que administra a rodovia, o trecho ficou totalmente interditado e só foi liberado por volta das 10h50. Os postes caíram e os cabos da rede elétrica ficaram na rodovia federal. A empresa responsável pelo fornecimento de energia foi acionada e fez a remoção dos cabos da pista de forma segura.

A equipe dos bombeiros com um Caminhão Auto Bomba Tanque (ABT) realizou o combate ao incêndio da aeronave, que ficou completamente destruída.

fotos: Djeferson Kronbauer e assessoria
fotos: Djeferson Kronbauer e assessoria
fotos: Djeferson Kronbauer e assessoria

Fonte: https://www.sonoticias.com.br/geral/aviao-bate-em-cabos-de-alta-tensao-derruba-postes-e-deixa-rodovia-interditada-em-nova-mutum/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Dança das cadeiras: confira como ficou a situação partidária dos vereadores de Colíder

seg abr 6 , 2020
Iniciou no dia 05 de março e terminou no dia 03 de abril, o período chamado de “janela partidária”, no qual vereadores que pretendem concorrer à reeleição ou ao cargo de prefeito nas Eleições Municipais de 2020 podem mudar de partido sem correr o risco de perder o mandato eletivo. […]