Campanha de doação de leite materno arrecada potes de vidro em Lucas do Rio Verde(MT)

Colaboração do município será na coleta dos vasilhames para armazenar doações

Via Ascom

Foto: Ascom Prefeitura

Os anos iniciais de uma criança são determinantes para que ela se torne um adulto saudável e parte importante desse desenvolvimento é resultado do aleitamento materno. Pensando nos bebês recém-nascidos, que por alguma condição não foram amamentados, a Prefeitura de Lucas do Rio Verde iniciou uma campanha para arrecadação de potes de vidro, destinados a essas doações.

Os frascos a serem doados precisam ser de vidro com tampa de plástico, medindo de 150 a 300 ml. O Programa Escola de Saúde Pública Municipal, representante da campanha para o Governo do Estado, ressalta que as especificações feitas levam em consideração que o leite precisa ser pasteurizado, sendo aquecido a uma temperatura de 62,5º por 30 minutos.

Serão postos de coleta todos os PSFs da cidade, assim como a Secretaria Municipal de Saúde e o Centro de Atendimento Multiprofissional (CAM). A Secretaria de Saúde salienta que os vidros precisam ser doados limpos, sem qualquer resquício de alimentos.

Após a entrega em uma das unidades, os frascos serão higienizados e armazenados em caixas, que depois de cheias serão lacradas. As doações serão entregues ao Escritório Regional de Saúde em Sinop.

A coordenadora da Escola da Saúde, Tatiani Rocha de Andrade, explica que os Bancos de Leite Humano facilitam a doação de leite, já que atuam intermediando entre mães que desejam doar e os recém-nascidos internados que não podem ser amamentados e se encontram em situação de vulnerabilidade nutricional.

“Com essa campanha vamos contribuir para que os bancos de leite consigam garantir que muitos bebês tenham alimento indicado para aquele momento: o leite materno”, ressaltou a profissional.

Confira a lista completa com os endereços das unidades de saúde da cidade: https://www.lucasdorioverde.mt.gov.br/site/secretaria-unidades/?text=saude

A importância do aleitamento

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que a amamentação comece logo na primeira hora de vida do bebê. A organização também preconiza que o aleitamento ocorra, pelo menos, até os seis meses de vida como forma exclusiva de alimentação e até os dois anos da criança, de forma complementar. Sendo assim, os Bancos de Leite Humano garantem alimento e a sobrevivência de muitas crianças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Mais da metade dos brasileiros quer comprar presentes no Dia das Mães

ter maio 4 , 2021
A data será celebrada no próximo dia 9 de maio. Tema discutido hoje no Programa Estação Livre na Rádio Aliança FM 99,9 apresentado por Claudemir Lima com participação de Rosely Pereira no quadro É Bom Saber. Via Agência Brasil Pesquisa da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) aponta que 58,6% dos […]