Colider (MT) registra 14 pessoas recuperadas da Covid-19; casos evoluidos para positivos aumentaram para 57

Rumores indicam que algumas cidades da região norte de MT, incluindo Colider (MT) deverão adotar medidas mais abrangentes de contingenciamento social em alguns dias. Não há nada oficializado, por enquanto.

Por Claudemir G.de Lima (Altonorte)

Foto: Gov.br

Em Colíder (MT) até dia 16 de junho (terça-feira), a Secretaria Municipal de Saúde divulgou boletim informativo confirmando 57 casos evoluidos para positivos de Covid-19 no município. Esses 57 casos positivos de Covid-19 foram oficializados pelo Laboratório Central em Cuiabá (LACEN/MT). O número de casos suspeitos são apenas 06 e aguardam resultados de exames pelo LACEN/MT.

Agora são 40 pessoas que permanecem em isolamento domiciliar recebendo as atenções da Vigilância Sanitária. No momento tem apenas um paciente hospitalizado. Dos resultados anteriores até o presente momento, 157 casos suspeitos deram negativos. Quatorze pacientes já se recuperaram da contaminação.

Tivemos duas mortes registradas pelo coronavirus no municipio de Colider (MT).

O gestor municipal havia expressado preocupação com o aumento de casos confirmados. Agora os casos positivos aumentaram.

O governador de MT sugeriu no inicio deste mês que cada municipio tome medidas cautelares de acordo com a situação.

A Procuradoria Geral do Estado foi mais contundente sugerindo ao governador que medida de distancimento social tenha caráter impositivo aos municípios de MT.

Rumores indicam que algumas cidades da região norte de MT, incluindo Colider (MT) deverão adotar medidas mais abrangentes de contingenciamento social. Não há nada oficializado, por enquanto.

Leia também: Sinop, Sorriso e mais quatorze municípios de MT registram transmissão comunitária de Covid-19

Os pacientes com casos confirmados são obrigados a permanecerem isolados para não incorrer em penalidades pelos órgãos competentes, na transmissão do vírus ás outras pessoas.

O código penal pode ser usado para sancionar pena às transgressões de pacientes confirmados que insistem em se aglomerar com outras pessoas, sem sintomas.

“Art. 131 – Praticar, com o fim de transmitir a outrem moléstia grave de que está contaminado, ato capaz de produzir o contágio: Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.Perigo para a vida ou saúde de outrem”

“Colíder (MT) é sede do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Norte Matogrossense e recebe todos os casos provenientes dos municípios de Nova Canaã do Norte, Nova Santa Helena, Marcelândia, Itaúba e Nova Guarita”, diz nota da assessoria municipal.

Com apenas nove leitos equipados com respiradores, o Hospital Regional pode não comportar o aumento da demanda de pacientes com coronavírus.

O uso de máscara é obrigatório em todo o Brasil. Estabelecimentos comerciais e serviços que prestam atendimento ao público são obrigados a oferecerem materiais de higienização, como álcool em gel, por exemplo.

O distanciamento social de 1,5 m de espaço de uma pessoa para outra é também obrigatório em locais de aglomeração.

O sistema público de saúde de Colider (MT) disponibilizou contatos para a população, a chamada Central Coronavírus.

São três telefones celulares disponiveis: (66)9.9902-0180, (66)9.9644-0180 e (66)9.9908-0180. A equipe do PSF Perin irá até a residencia do paciente.

Os sintomas do coronavírus são febre alta, tosse, dificuldade respiratória (principalmente)

Leia também: Repasse da primeira parcela do auxílio emergencial aos municipios está previsto para esta terça-feira (09)

Recomendações

Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca do novo coronavírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Leia aqui: PRF faz balanço da Operação Madeira de Lei no combate aos crimes ambientais em MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

FaceApp, aplicativo que muda rostos das pessoas já foi investigado pelo Ministério da Justiça por violações de privavidade

ter jun 16 , 2020
Para especialistas, aplicativo compartilha informações dos usuários sem consentimento Via Agencia Brasil* *matéria ampliada por Claudemir G.de Lima Em 2019, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacom), órgão do Ministério da Justiça e Segurança Pública, abriu processo contra o Facebook para investigar supostas violações à privacidade e proteção de dados não […]