Com apoio técnico e gerencial, programa melhora a renda de produtores em MT

Em quatro anos, trabalho realizado pelas equipes do Senar Tec Leite – Mapa Leite transformou a realidade de propriedades na região oeste do estado

Foto: Seagri-DF

O primeiro grupo de propriedades que participou do programa de assistência técnica e gerencial do Senar Mato Grosso terminou o cronograma das atividades. E os resultados comprovaram o quanto a orientação adequada é capaz de fazer a diferença no campo, tanto no que se refere à gestão, quanto aos índices zootécnicos. O projeto piloto (Senar Tec Leite/MAPA Leite)foi desenvolvido no município de Pontes e Lacerda-MT. Foram 120 propriedades atendidas, todas com foco na produção de leite. Ao todo foram realizadas mais de 4.100 visitas técnicas às propriedades participantes. Pelo menos 20% das propriedades apresentaram um aumento médio anual de 37% na produção de leite. Houve ainda aumento no índice de vacas em lactação/total de vacas, passando de 56% para 78% em média. Já o Custo Operacional Efetivo (COE) médio ficou em R$ 0,68/litro, o que é considerado um valor ‘bom” em se tratando de pequenas propriedades. Neste período, o médio do leite variou entre R$ 1,00 e R$ 1,25. Ou seja, os produtores conseguiram garantir rentabilidade. Confira a entrevista com Armando Urenha, coordenador do programa de Assistência Técnica e Gerencial do Senar Mato Grosso.

Fonte: https://blogs.canalrural.com.br/canalruralmatogrosso/2020/02/17/com-apoio-tecnico-e-gerencial-programa-melhora-a-renda-de-produtores-em-mt/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Colheita da soja ganha ritmo e Mato Grosso já retirou quase 59% da área

sex fev 21 , 2020
As regiões oeste e médio norte são as mais adiantadas no estado, com mais de 70% das áreas já colhidas. Mato Grosso já colheu 58,2% da área de soja de 37 milhões de hectares, segundo levantamento do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), até 14 de fevereiro. O ritmo é […]