Covid-19: Governo de Mato Grosso anuncia novas orientações aos municípios

Por Claudemir Lima

A decisão majoritária de reabertura total ou parcial dos comércios e atividades religiosas foi arremetida para a responsabilidade de cada prefeito do estado.

Diante do enfrentamento popular no combate ao novo coronavírus, o governador Mauro Mendes reconhece que há certo controle e dá sinais aos municípios para nova flexibilização do isolamento social.

O estado de Mato Grosso conta 30 leitos de UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo) e 117 enfermarias na Unidade da Santa Casa em Cuiabá, capital. Já está sendo construídos mais 180 leitos clínicos definitivos e mais 30 leitos de UTIs para se somar ao outra UTI que possui 10 leitos que ja foram reformados no Hospital Metropolitano de Várzea Grande.

Essas informações foram publicadas pelo próprio Mauro Mendes em sua página na rede social. Na transmissão, o governador está dentro do Hospital com o secretário de Saúde (SES/MT) Gilberto Figueiredo e funcionários, todos utilizando máscaras de proteção facial.

O governador afirma que “está fazendo esse trabalho em todo o estado de Mato Grosso. Na Santa Casa de Cuiabá, nós temos mais 30 leitos de UTI e 117 enfermarias. Teremos leitos em Rondonópolis, Sinop, Sorriso, Colíder, Alta Floresta, Cáceres, Barra do Garças, Tangará da Serra. Estamos trabalhando para que até o dia 04 de maio nós tenhamos mais 1200 leitos no estado exclusivos para atender Covid-19. O trabalho está sendo liderado pelo secretário Gilberto e muita gente trabalhando neste sentido”, disse Mauro Mendes (DEM).

Mediante a estas ações propostas e considerando que está se preparando proativamente com planejamento para mais casos de pacientes com coronavírus, percebe-se então que o estado pretende retomar sua pulsação econômica.

Mato Grosso tem sua economia pujante no agronegócio que não sofreu muitos reflexos da pandemia. Em contrapartida, microempreendedores, empresários e informais tiveram um pouco de abalos com a queda do movimento no comércio, principalmente varejistas de calçados, roupas, móveis e eletrodomésticos.

Farmácias e mercados manteram-se ativos no giro de consumo de seus produtos. Feirantes, pequenos agricultores tiveram impactos em suas ações de comercialização, tendo em vista a adoção de medidas de isolamento social.

A decisão majoritária de reabertura total ou parcial dos comércios e atividades religiosas foi arremetida aos prefeitos. Os lideres municipais do estado de Mato Grosso deverão fazer suas análises em consenso com números de casos confirmados e suspeitos de covid-19, respeitando dados oficiais e autoridades sanitárias.

Assista ao vídeo em que Mauro Mendes fala sobre algumas ações:

Vídeo publicado pelo Governador Mauro Mendes numa rede social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Dólar: depois de abrir a R$ 5,47, moeda cai

qui abr 23 , 2020
Investidores locais ainda consideram o possível corte na taxa básica de juros, a Selic, na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central O dólar comercial abriu esta quinta-feira, 23, em forte alta, renovando máximas históricas durante o pegão, a R$ 5,47. Às 10h04 de Brasília, a […]