Dia Mundial do Rádio: um veículo de tradição e eficiência

Conheça mais sobre a história do meio de comunicação

Via Senac/RJ e Calendarr

Modelo antigo de aparelho radiofônico Foto: reprodução/Senac

Dia Mundial do Rádio é comemorado anualmente em 13 de Fevereiro.

A data tem o objetivo de conscientizar os grandes grupos radiofônicos e as rádios comunitárias da importância do acesso à informação, da liberdade de gênero e expressão dentro deste setor da comunicação.

Entre os meios de comunicação tecnológicos que existem na atualidade, o rádio continua a ser o que atinge as maiores audiências, continuando a adaptar-se às novas tecnologias e aos novos equipamentos. O rádio funciona seja como uma ferramenta de apoio ao debate e comunicação, na promoção cultural ou em casos de emergência social.

A rádio esteve presente acompanhando os principais acontecimentos históricos mundiais e hoje continua a ser um meio de comunicação fundamental.

Origem do Dia Mundial do Rádio

Dia Mundial do Rádio é comemorado em 13 de Fevereiro em homenagem à primeira emissão de um programa da United Nations Radio (Rádio das Nações Unidas), em 1946. A transmissão do programa foi em simultâneo para um grupo de seis países.

A data foi criada e oficializada em 2011, pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO). O primeiro Dia Mundial do Rádio foi celebrado apenas em 2012.

O rádio é um veículo de comunicação baseado na difusão de informações sonoras por meio de ondas eletromagnéticas em diferentes frequências. Apesar de parecer complicado, ele é considerado o meio mais popular e o de maior capacidade de comunicação de massa mundialmente. Uma das grandes vantagens é poder ouvir a mensagem sem a necessidade de interromper as atividades. Segundo dados do Ministério das Comunicações, o Brasil possui aproximadamente 3.000 emissoras de rádio que são separadas, aproximadamente em 50%, entre AM e FM.

A história do rádio começou com Michael Faraday, que, em 1831, descobriu a indução magnética. Mas o princípio da propagação radiofônica veio mesmo em 1887, através de Henrich Rudolph Hertz. Com duas bolas de cobre separadas, ele conseguiu criar faíscas que atravessavam o ar, originando o princípio utilizado pelo meio de comunicação. A primeira companhia de rádio foi fundada em Londres, pelo cientista italiano Guglielmo Marconi, em 1896, com a emissão e recepção de sinais sem fio. No ano seguinte, Oliver Lodge inventou o circuito elétrico sintonizado, que possibilitou a mudança de sintonia selecionando a frequência desejada.

No Brasil, a primeira transmissão radiofônica foi em 1922, com o presidente Epitácio Pessoa, na Praia Vermelha (Rio de Janeiro), em comemoração ao centenário da Independência do Brasil. Para essa ocasião, foram importados 80 receptores de rádio. Após a celebração, o meio de comunicação passou por diversas fases e momentos especiais. Confira a linha do tempo e conheça um pouco mais sobre a história do rádio no Brasil:

1923 – No dia 20 de abril, é fundada a primeira emissora brasileira, a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro, hoje denominada Rádio MEC, criada para atuar sem fins comerciais.

1924 – É regulamentada a atual faixa de Ondas Médias, compreendidas entre 550 e 1550 KHz.

1931 – As rádios Record e América de São Paulo são inauguradas. Além disso, são vendidos os primeiros receptores com o nome das estações no dial.

1932 – O Governo de Getúlio Vargas autoriza a publicidade em rádio.

1933 – Surge a Sociedade Rádio Educadora de Campinas, que, desde 2002, passou chamar Rádio Bandeirantes AM.

1935 – Surge o programa político “A Voz do Brasil”

1936 – É fundada a Rádio Nacional do Rio de Janeiro, um marco na história do rádio com programas de auditório, comédias e rádio novelas. Líder de audiência entre o final dos anos 30 e a primeira metade dos anos 50, a Nacional gravava sua programação para transmitir em outras cidades brasileiras.

1937 – A Rádio Bandeirantes, a primeira emissora a divulgar notícias durante toda a programação, é inaugurada em São Paulo, no mês de maio.

1938 – Surge a Rádio Globo do Rio de Janeiro, que logo seria a rádio AM mais popular do país.

1941 – A Rádio Nacional lança o Repórter Esso, primeiro rádio jornal brasileiro. Também entra no ar a primeira novela radiofônica do país: Em busca da felicidade.

1946 – O surgimento dos gravadores de fita magnética proporciona maior agilidade no veículo

1955 – Primeira transmissão experimental de rádio FM, pela Rádio Imprensa do Rio de Janeiro, extinta no final de 2000.

1967 – É criado o Ministério das Comunicações, no dia 25 de fevereiro.

1990 – A rede Bandeirantes surpreende e se torna a primeira emissora no Brasil a transmitir via satélite em mais de 80 regiões do país.

1991 – O sistema Globo de rádio inaugura a CBN (Central Brasileira de Notícias), emissora especializada em jornalismo e, a partir de 1996, inicia suas transmissões simultâneas em FM e AM.

2005 – Comemorando os 84 anos do rádio brasileiro, iniciam-se no País, em 26 de setembro, as primeiras transmissões de rádio no sistema digital.

Fontes: Calendarr/Senac/RJ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Sema convoca candidatos do cadastro de reserva de analista ambiental; posse até quarta-feira (17)

sáb fev 13 , 2021
Os candidatos devem tomar posse até a próxima quarta-feira (17.02), quatro dias úteis após a publicação do chamamento Via Assessoria Sema/MT A Secretaria de Estado e Meio Ambiente (Sema-MT) convoca para posse cinco candidatos do cadastro de reserva para o cargo de analista de meio ambiente. Os candidatos devem tomar posse até […]