Empresários já podem fazer pedidos do FCO pela internet

Mato Grosso é o primeiro Estado a digitalizar os pedidos. O sistema estadual será integrado com o do Banco do Brasil e fará com que as cartas-consulta sejam totalmente preenchidas pela internet

Via Sedec/MT

Foto:ilustrativa/Cimento Itambe

Mato Grosso já iniciou o processo de digitalização das cartas-consulta para contratação de recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Centro Oeste (FCO). O Estado é o primeiro a digitalizar os pedidos em todo o Brasil. O sistema estadual será integrado com o do Banco do Brasil e fará com que as cartas-consulta sejam totalmente preenchidas pela internet clicando aqui.

De acordo com dados da Coordenadoria de FCO Empresarial e Rural da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec), 40% das cartas-consulta retornavam por erros no preenchimento ou falta de informações relevantes, pois era documento facilmente editável e não exigia preenchimento obrigatório.

“Mato Grosso está mais uma vez na vanguarda com este projeto totalmente desenvolvido pelos servidores da Sedec, equipe muito técnica e eficiente. Sob o comando do governador Mauro Mendes, seguimos com o compromisso de trazer celeridade aos processos e mais possibilidade de acesso aos recursos do FCO”, disse César Miranda, secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico.

O FCO é um financiamento de investimento fixo, com ou sem capital de giro associado, para implantação, ampliação, modernização ou relocalização de empreendimentos dos setores mineral, industrial, agroindustrial, turístico, infra-estrutura econômica, comercial e de serviços na Região Centro-Oeste.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Produtores no norte de MT planejam construir usina de etanol e investir R$ 652 milhões

sex jul 31 , 2020
Via Só Noticias Um grupo empresarial está se articulando para instalar uma usina de etanol de milho em Nova Ubiratã (165 quilômetros de Sinop). Segundo o prefeito Valdenir José dos Santos, o grupo é formado por produtores do município e de Sorriso. A planta para processamento de milho deverá ter […]