Expectativa dos analistas de mercado para o PIB melhora, mas queda ainda é alta este ano

Os dados constam no último boletim Focus do Banco central divulgado nesta segunda-feira (13)

Via MT Econômico

Foto:ilustrativa/InfoVarejo

O mercado financeiro melhorou a previsão para a economia em 2020. Anteriormente conforme noticiado a queda estimada para o Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, era de -6,50% e agora é de -6,10%.

Os dados constam no último boletim Focus do Banco central divulgado nesta segunda-feira (13).

Para 2021, a expectativa é de +3,50%, sendo que este número permanece inalterado nas últimas sete semanas. Já em 2022 e 2023, o mercado financeiro projeta expansão de +2,50% do PIB.

Inflação – Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA): projeção de 1,63% para 1,72% em 2020, 3% para 2021 e 3,5% 2022. Já em 2023 a projeção foi revisada de 3,42% para 3,25%.

Selic

A taxa básica de juros (Selic), da atual 2,25% ao ano, continua com tendência de queda para 2%, ainda em 2020, segundo Comitê de Política Monetária (Copom).

Quando o Copom reduz a Selic, a tendência é que o crédito fique mais barato, com incentivo à produção das empresas, emprego e compra pelos consumidores, fomentando a economia.

Dólar

O dólar deve fechar o ano em R$ 5,20. Em 2021 pode chegar a R$ 5,00, redução da cotação anterior de R$ 5,05 prevista na semana passada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

ANS decide amanhã (16) se testes para covid-19 continuam obrigatórios nos planos de saúde

qua jul 15 , 2020
Debate será feito em reunião marcada para amanhã Via Agencia Brasil A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) decide na próxima reunião de diretoria, marcada para amanhã (16), se o teste para detecção de covid-19 continua no rol de procedimentos obrigatórios dos planos de saúde. Os exames foram incluídos no […]