Fávaro, Geller e Nininho destacam ações para Colíder (MT) e região em entrevista exclusiva na Top FM; Hemerson Máximo se filia ao PP em novo alinhamento político

“A decisão de ir para o PP é alinhar para o bem de Colíder, pensando no coletivo, pensando no nosso município, pensando na nossa região”, disse Hemerson Máximo. Senador Carlos Fávaro, os deputados Neri Geller, Nininho e Pedro Satélite mencionaram projetos que fortalecem o setor do agronegócio e despachos de recursos para projetos de infraestruturas para municípios da região.

Por Claudemir Lima

Mauro Batista e equipe da Top FM recepcionam o senador Carlos Fávaro e o prefeito Hemerson Máximo e os deputados Neri Geller, Nininho e Pedro Satélite.Foto por: Top FM

Senador Carlos Fávaro (PSD) já havia se posicionado contrário à medida de redução do biodiesel à mistura do diesel convencional e afirmou que tal medida prejudica o setor. O senador Carlos Fávaro é coordenador-geral da Frente Parlamentar Mista do Biodiesel (FPBio). Logo no início deste mês de junho, o senador havia deixado claro seu ponto de vista.

Neste sábado, o senador Carlos Fávaro falou com exclusividade à Rádio Top FM 89,7 sobre este tema no quadro “Top News” numa entrevista mediada pelo diretor do Grupo Alvim de Comunicação, Mauro Batista, pelo comentarista Junior Bacana com a ancoragem da locutora Julia Viana, com a participação da locutora e repórter, Juliana Mani.

A bancada da Top FM recebeu representantes federais como o senador Carlos Fávaro e o deputado federal, Neri Geller (PP). Os deputados estaduais Nininho (PSD) e o suplente Pedro Satélite (PSD) participaram da entrevista junto com o prefeito municipal de Colíder (MT), Hemerson Máximo. O prefeito agradeceu a visita dos parlamentares no município e apresentou novidades à população.

Entrevista com os parlamentares no estúdio da Top FM Foto por: Top FM

Sobre a presença dos legisladores nesta entrevista organizada pela Rádio Top FM, o senador Carlos Fávaro disse que é papel do novo político estar acessível ao povo, “acompanhar as necessidades” e “ter a sensibilidade das ruas”. “Ninguém faz nada sozinho, por isso que nós andamos juntos, com pessoas do bem, quem pensam igual, que pensam no progresso, no desenvolvimento”, acrescentou Carlos Fávaro.

Referente a redução do biodiesel à mistura do diesel comum, Fávaro procurou esclarecer com mais informações seu posicionamento. Ele disse que o Brasil “é reconhecido mundialmente como pioneiro na produção de biocombustíveis e lá na década de 80 começamos com o Proálcool”, pontuou o senador

O senador ressalta que o estado investiu nas cadeias dos combustíveis renováveis o que fez render novos empregos. “Começamos com o B5…chegamos até o B13, com objetivo de chegar no B20. O que é o B20: 20% que os veículos brasileiros consomem serem oriundos de produtos vegetais, animais”.

Segundo Carlos Fávaro, o pretexto de que o biodiesel encarece o preço do diesel não tem, na prática, nenhuma comprovação econômica. A defesa do senador em relação a mistura do biodiesel no diesel está no fato do fortalecimento do agronegócio, na geração de emprego e renda com o aumento das produções.

 “Nós estamos na contramão do mundo. O mundo quer mais produtos verdes, renováveis, e ao reduzir isso nós estamos perdendo empregos, porque a hora que nós adicionamos mais 3% nós produzimos mais soja, mais algodão, mais sebo bovino, que podem ser transformados em biodiesel e produção local, gerando empregos”, explicou Fávaro. “Por isso que nós estamos fazendo dentro da Frente Parlamentar do Biodiesel um trabalho de conscientização por parte do governo e da população”, completou o senador.

Carlos Fávaro afirmou ainda que o Brasil segue sem avançar na forma de consumir combustível. Em posição contrária aos países que já adotaram maior consumo de biocombustíveis, o Brasil utiliza somente 20% do diesel S-10, que é de melhor qualidade com menos poluentes, e em contrapartida, utiliza 80% de diesel S-500 (com metais pesados e mais poluentes). “Nós precisamos mudar isso. O Brasil tem que produzir nosso diesel de qualidade, o nosso biodiesel, para gerar empregos e oportunidades”.

Senador Carlos Fávaro (PSD)Foto por: Agencia Senado

O SENADOR DESTACA PROJETO PARA A EDUCAÇÃO

O senador ainda comentou sobre o PL (Projeto de Lei) 4812/2020 que trata da criação de uma universidade no norte de Mato Grosso, com sede em Sinop (MT). A justificativa do senador é que o estado de Mato Grosso é territorialmente extenso para apenas duas universidades federais autônomas. O projeto visa oportunizar a permanência do jovem formado no interior do estado.

“Ao estudar nesta região, que prospera, que gera empregos e oportunidades, que está em franco desenvolvimento, ter seus jovens qualificados aqui perto de casa, significa que vão ficar aqui gerando renda, oportunidades e formando suas famílias”, argumentou o senador, autor de dois PL’s com mesmo teor no Congresso para o estado de Mato Grosso.

“Nós estamos com dois projetos de lei, um criando a Universidade Federal do Nortão e outro a Universidade Federal do Araguaia. Com isso, Mato Grosso passa de duas para quatro universidades federais autônomas, fortalecendo o ensino público de qualidade para os mato-grossenses”, concluiu.

 NERI GELLER FALA SOBRE NOVA LEI DO LICENCIAMENTO AMBIENTAL

O deputado federal Neri Geller (PP) destacou que a temática do biodiesel é “importante” complementando a defesa feita pelo senador Carlos Fávaro. Geller reafirmou que a mistura do biodiesel ao diesel alarga a área de produção de vegetais e animais na região norte e em todo o estado.

Para Neri Geller, que é relator da nova lei geral do Licenciamento Ambiental (PL 3729/2004) no Congresso, a economia verde pode beneficiar a regularização fundiária na região. Neste sentido, o parlamentar lembrou da adesão do município de Colíder ao programa federal “Titula Brasil”, que entrou em vigor no dia 10 de fevereiro deste ano em todo o país. Em parceria com as prefeituras, o programa “Titula Brasil” objetiva agilizar os processos de regularização fundiária e entrega de títulos para assentamentos da reforma agrária.

Neri Geller parabenizou o município de Colíder e Alta Floresta pela participação no “Titula Brasil”. Sobre este seu trabalho de relatoria na Câmara, o deputado disse que se trata de “um novo marco da história porque vai destravar mais de 130 bilhões de investimentos em infraestruturas em rodovias, ferrovias. Essa questão da reserva indígena, isso vai começar a colocar em seu devido lugar”, disse o deputado federal sobre a relatoria da nova lei geral do Licenciamento Ambiental.

Deputado Federal Neri Geller (PP) Foto por: Agencia Câmara

Segundo Neri Geller, os processos de infraestrutura serão simplificados. Ele afirmou que foi retirado o poder de vetos de órgãos intervenientes: “seja da unidade de conservação, seja de reserva indígena, seja ela de comunidades tradicionais”.

“A questão de Apiacás que tem uma jazida de calcário que não pode ser explorado em função de não ter uma legislação e não ter espaço para fazer o licenciamento porque está a margem de uma reserva indígena. Isto tudo nós vamos superar”, salientou Neri Geller.

O senador Carlos Fávaro acompanhou o raciocínio do deputado federal Neri Geller, acrescentando que o projeto destrava o crescimento econômico. “Exemplo disso”, disse o senador, “nós estamos com o licenciamento da Ferrogrão; essa ferrovia que vem de Miritituba (PA) para cá que vai trazer tantas oportunidades para a região norte de Mato Grosso, ele está parado por uma decisão judicial”.

Para o senador, a Ferrogrão vai diminuir a emissão de poluentes com o transporte de mais cargas simultâneas. O projeto encontra-se travado no STF (Supremo Tribunal Federal) por uma decisão do ministro Alexandre de Moraes que na época entendeu que a construção da ferrovia corta uma unidade de conservação federal. O senador Fávaro confirmou que o presidente da casa Rodrigo Pacheco designou a senadora Kátia Abreu (PP-TO) para este assunto.

O senador ainda destacou o trabalho do prefeito municipal de Colíder, Hemerson Máximo, sobre a reforma predial da unidade do INCRA. No senado, Fávaro é relator do projeto de lei Nº510 que moderniza e desburocratiza a regularização fundiária no Brasil. O projeto, que será votado em breve, propõe a utilização de recursos tecnológicos, eliminação de taxas, papeladas, cartorizações, para assegurar rapidez na regularização de terras rurais e terrenos urbanos.

O prefeito municipal de Colíder Hemerson Máximo que participou desta entrevista no “Top News” ressaltou que há um alinhamento de trabalho com este grupo de representantes da esfera estadual e federal com seus projetos de governo para o município.

Deputado Estadual Nininho (PSD)Foto por: ALMT

O deputado estadual Nininho (PSD) cumprimentou a Câmara Municipal de vereadores e o prefeito de Colíder pelas ações realizadas neste semestre no município. “Ficamos felizes ontem, numa ação itinerante, um dia dentro do bairro trabalhando, levando ações, entregando títulos, regularização de propriedades das famílias. E eu vê a união da Câmara com o prefeito, todos os vereadores, imbuídos lá, então parabéns Maninho”, disse Nininho.

Nininho destacou que participa de atividades de infraestrutura em mais de 80 municípios em parceria com os prefeitos, com apoios do senador Carlos Fávaro, deputado federal Neri Geller e do governo estadual.

Ainda sobre parcerias, o deputado estadual Nininho lembrou da adesão partidária dos prefeitos de Alta Floresta (MT), Chico Gamba, e o de Monte Verde, Edemilson Marino, ao PP (Partido Progressista). Nininho lembrou que na sexta-feira (18), o senador Carlos Fávaro deixou um convenio de quase 4 milhões e o deputado federal Neri Geller trouxe mais 2 milhões de reais ao município de Carlinda (MT).

Segundo o deputado Nininho, o balanço dos recursos já direcionados a Alta Floresta em parceria com o senador Fávaro, deputado Geller e o governador Mauro Mendes ultrapassam 250 milhões de reais em obras de infraestrutura.

Prefeito municipal de Colíder, Hemerson Máximo Foto por: divulgação

HEMERSON MÁXIMO DEIXA O PATRIOTA E VAI PARA O PP

Hemerson Máximo que saiu do Patriotas e se filiou ao PP (Partido Progressista) ressaltou o alinhamento de ideias com as esferas políticas estadual e federal. “Minha filiação ao PP, juntamente ao Neri, como disse o senador Fávaro e Nininho vem neste momento fortalecer nossa região norte de Mato Grosso e também fortalecer Colíder neste cenário regional. É muito importante este alinhamento com o deputado federal, estadual, e se Deus abençoar com dois senadores. Esse é o pensamento, o projeto, que com certeza Colíder tem tudo a ganhar”, disse o prefeito municipal, Hemerson Máximo.

Hemerson ressaltou que desde quando assumiu o mandato como gestor, vem ocorrendo no município várias ações de investimentos e projetos de infraestrutura com as participações destes parlamentares. “Desde o ano passado, o Neri já arrumou trator pra nós para agricultura familiar, através do Nininho, uma escavadeira, que está já para licitar, tem dois milhões de convênios do senador Fávaro, que é para levantar e cascalhar de Nova Galileia até na divisa de Guarita, já está para licitar também. Tem os maquinários que o deputado Nininho conseguiu para nós também. Tem também os dois milhões de reais para asfaltar o Bairro Maria Antônia, já foi feito todo o projeto e está na Sinfra, só aguardando aquelas coisas burocráticas, engenharias. O recurso está garantido. O Maria Antônia será asfaltado com recurso deste grupo, do Nininho e do Fávaro (…) Ontem mesmo saiu o parecer viável da Anac para sair o aeroporto nosso de Colíder, para asfaltar a pista”.

Hemerson disse que a pista do aeroporto faz parte de um projeto estruturante e terá 1500 metros. A pista vai permitir qualidade no pouso de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) aérea na cidade, proporcionando agilidade no atendimento à população.

Nesta entrevista, o deputado federal Neri Geller evidenciou a importância de evento tecnológico do agronegócio como a TECNOALTA que foi um projeto iniciado há 07 anos no município de Alta Floresta. O deputado disse que seu gabinete está aberto a um projeto desta magnitude para Colíder. Segundo Geller, os eventos tecnológicos do agronegócio, “organiza a cadeia produtiva da região, estimula e abre espaço novos investidores”. Para o parlamentar, o benefício da feira tecnológica se estende além da agropecuária para a questão do incentivos para implantações de agroindústrias.

Neri Geller, que é presidente do PP (Partido Progressista) agradeceu a oportunidade e disse que está empenhado em movimentar recursos para o município de Colíder. A filiação do prefeito Hemerson Máximo ao PP resulta numa sincronia político-partidária objetivando captação de projetos e recursos para o município.

 “O que eu posso assegurar pra vocês é que nós estamos na base do governo Mauro Mendes, ajudamos e não foi pouco. No início do governo Mauro Mendes, falando da renegociação e endividamento, quem teve a capacidade de fazer enfrentamento como líder da bancada fomos nós. Conseguimos renegociar todo endividamento. E nós o PP e o PSD, somos o mesmo partido (…) A gente não disputa espaço internamente, nós agregamos, trabalhamos juntos”.

Pedro Satélite, suplente na ALMTFoto por: @reprodução

O deputado Pedro Satélite parabenizou o prefeito municipal de Colíder. “Estou muito feliz Maninho, eu hoje estou suplente de deputado, ano passado eu assumi por quatro meses, quando o deputado Nininho se licenciou e me deu esta oportunidade e juntos nós colocamos algumas emendas”. Pedro Satélite destacou a participação ativa do senador Carlos Fávaro, os trabalhos dos vereadores e secretários municipais. Em relação a agricultura familiar em Colíder, Pedro Satélite mencionou os esforços do secretário Dito Brito que comanda a pasta no município.

Hemerson lembrou da primeira audiência em que foi atendido pelo governo estadual na solicitação de reforma do Hospital Regional. “Ele comprometeu conosco e está reformando, dentro de 30 dias ou menos ai vai entregar novos 30 leitos, 10 com UTI (covid) e 20 enfermarias e toda uma estruturação em volta do HRCol (…) Com este trio aqui, o deputado Neri Geller, senador Fávaro e deputado Nininho a gente vai conseguir muitos recursos para poder colocar Colíder no patamar que ela merece, no caminho da prosperidade”

“A decisão de ir para o PP é alinhar para o bem de Colíder, pensando no coletivo, pensando no nosso município, pensando na nossa região”, concluiu Hemerson Máximo.

Confira na íntegra a entrevista realizada na Top FM no quadro “Top News”
Foto por: Top FM
Foto por: Top FM
Foto por: Top FM
Foto por: Top FM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Brasil tem 49 municípios com mais de 500 mil habitantes, diz IBGE

dom jun 20 , 2021
Em 17 deles, população é superior a 1 milhão de moradores Via agencia Brasil Com 776 habitantes, o município de Serra da Saudade, em Minas Gerais, é a cidade brasileira que registra a menor população. Em seguida, vem Borá, em São Paulo, com 838 habitantes; Araguainha, em Mato Grosso, onde […]