Hospital Regional de Colíder (MT) têm apenas 16 leitos clínicos e 06 destes com respiradores; não tem UTI, esclarece SES/MT

Claudemir Lima via Assessoria Secom/MT

Hospital Regional de Colíder (MT) – Foto: Claudemir G. Lima (Altonorte)

A Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso (SES/MT) esclarece que o Hospital Regional de Colider (MT) não têm UTI (Unidade Terapia Intensiva). A unidade de referência mais próxima para internação em UTI é Sinop (MT)

O HRCol conta com 16 leitos de enfermaria para tratamento da Covid-19, sendo que 6 leitos contam com suporte de respirador.

Para fortalecer o atendimento na unidade, o Estado já encaminhou aproximadamente 270 mil reais em equipamentos, entre eles ventiladores pulmonares e R$185 mil em itens de proteção individual, desde o inicio da pandemia.

Sobre a falta de profissionais da saúde, a unidade esclarece que essa é uma dificuldade encontrada em todo o país e em Mato Grosso na rede pública e privada.

A Secretaria está com editais abertos para a contratação de novas equipes, remunerando acima do valor de mercado. Informa ainda que recentemente foram contratados dois novos plantonistas para a unidade e estão sendo efetivados 30 novos contratos, nos perfis de enfermeiro, técnico em enfermagem, fisioterapeuta, maqueiro e técnico em radiologia, já com inicio imediato das atividades.

A Secretaria Municipal de Colíder (MT) vêm ainda esclarecer que foi entregue o quantitativo de 5,3 mil unidades de medicamentos ao Hospital, incluindo o composto Midazolan, um sedativo entregue pelo Ministério da Saúde aos Estados e distribuidos aos hospitais que tratam a Covid-19. Esses medicamentos são distribuidos para as unidades conforme ocorre o recebimento dos componentes, que estão cada vez mais escassos no mercado mundial.

Em relação aos salários, informa que o contrato emergencial de profissionais é pago mediante trabalho realizado, portanto, o atestado de afastamento suspende temporariamente o contrato, fato que impede a Secretaria de realizar de forma legal, o pagamento de plantão não efetivado. Com relação aos pagamentos de salários, a previsão é de que haja quitação no dia 10 de julho, conforme programação do Governo de Mato Grosso.

A Secretaria informa ainda que já foi aprovada pelo Gabinete de Situação a ampliação da unidade hospitalar, que deverá ter inicio nos próximos dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Soja, milho e algodão mantêm MT na liderança da produção nacional pela 9ª vez

qui jul 9 , 2020
Pelo 10º levantamento da Conab, o estado atingiu 73,75 milhões de toneladas de grãos, capitaneado pela soja, milho e caroço de algodão Via Secom/MT Pela nona vez consecutiva, Mato Grosso registra a maior safra de grãos do país. Segundo o 10º Levantamento da Safra de Grãos 2019/20 da Conab (Companhia […]