Ibama multa 11 pessoas por garimpo ilegal de ouro no norte de Mato Grosso

Os locais foram previamente levantados através de imagens de satélites, que demonstraram a abertura de diversas lavras garimpeiras em áreas de reserva legal. A região abrange assentamentos, propriedades rurais e áreas de preservação permanente (APPs) dos rios Braço Norte e Peixoto de Azevedo.

Via G1/MT

Operação da PF e Ibama multou 11 pessoas no norte de Mato Grosso — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso

O Ibama, com o apoio da Polícia Federal, realizou uma operação de combate a crimes ambientais na região norte de Mato Grosso. A ação teve como finalidade fiscalizar e reprimir as atividades ilícitas de garimpos de ouro na região da Gleba Nhandu, no município de Novo Mundo, no norte de Mato Grosso.

Os locais foram previamente levantados através de imagens de satélites, que demonstraram a abertura de diversas lavras garimpeiras em áreas de reserva legal. A região abrange assentamentos, propriedades rurais e áreas de preservação permanente (APPs) dos rios Braço Norte e Peixoto de Azevedo.

Onze pessoas responsáveis pelas lavras, entre elas garimpeiros, proprietários rurais e proprietários de maquinário, foram identificadas.

Os suspeitos foram multados e autuados administrativamente e criminalmente por usurpação de bens da União, extração ilegal de minério e crimes ambientais, entre eles, o desmatamento sem autorização, poluição de recursos hídricos e uso de substância perigosa (mercúrio).

A Polícia Federal realizou uma operação de combate a crimes ambientais na região norte de Mato Grosso — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso
A Polícia Federal realizou uma operação de combate a crimes ambientais na região norte de Mato Grosso — Foto: Polícia Federal de Mato Grosso

No decorrer dos trabalhos foram apreendidas duas escavadeiras hidráulicas, um trator de esteira, um caminhão prancha, seis dragas e 3 mil litros de óleo diesel. Todo o maquinário e o combustível foram destinados às prefeituras locais.

Dois garimpeiros foram presos em flagrante por porte ilegal de armas e encaminhados para a Delegacia da Polícia Federal em Sinop/MT, unidade da PF responsável pela operação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Caixa amplia prazo de pausa na prestação de 90 para 180 dias

seg ago 31 , 2020
Medida vale para contratos como de Renegociação, CDC e Microcrédito Via Agencia Brasil A Caixa ampliou a possibilidade de pausa nas prestações dos créditos comerciais de pessoas físicas e jurídicas para um período de até 180 dias. A medida vale para contratos como os de Renegociação, CDC, Microcrédito, Construcard e […]