INSS inicia um projeto-piloto de prova de vida por biometria facial

Biometria facial é nova arma contra fraudes na previdência. Medida evita filas e deslocamento. Especialistas alertam segurados para evitar ação de criminosos.

Via Oficina da Net

Imagem; retirada de Oficina da Net

A constatação será feita por meio de um aplicativo que permite o reconhecimento facial do beneficiário com o uso da câmera frontal do celular, evitando que o segurado tenha que se deslocar para o banco neste momento de pandemia.

Os primeiros contatos com os segurados estão sendo feitos por meio de mensagens (SMS) enviadas pelo aplicativo “Meu INSS”, pela Central 135 ou por e-mail.

Nesta fase inicial do projeto, cerca de 500 mil segurados poderão ser convocados para a realização da biometria facial. O beneficiário que participar do projeto-piloto e realizar a prova de vida por biometria terá́ o procedimento efetivado, ou seja, não será considerado um teste.

Para realizar a biometria facial, o INSS usará a base de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

O aposentado ou pensionista convocado deverá fazer a prova de vida por biometria facial pelo aplicativo do Governo Digital (Meu gov.br). A validação acontece em dois passos: prova de vivacidade e prova de identidade.

Após essas duas etapas, o aplicativo indicará se aquela pessoa é, de fato, a mesma do CPF informado no cadastramento e a prova de vida será confirmada.

O superintendente de Engenharia de Produtos da Tecnobank, Isaac Ferreira, garante que, atualmente, o reconhecimento facial é uma das opções mais seguras do mercado. Mas alerta:

“as tecnologias se mostram eficazes até que alguém aprenda a burlar. Então, é preciso evoluir os algoritmos constantemente e os usuários devem ser alertados quanto à autenticidade da convocação para realização da prova de vida por biometria facial”.

Segundo informações do INSS, o remetente que enviará o SMS será identificado como 280-41. Assim, qualquer mensagem sobre a prova de vida que não tenha esse número deve ser desconsiderada.

“Caso o segurado que tenha sido notificado fique com alguma dúvida sobre a autenticidade e validade da mensagem, poderá ligar para 135, o que é o telefone oficial do INSS, para ter mais informações”, alerta a advogada Renata Brandão Canella.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Entenda como o vício em videogames pode causar convulsões repentinas, como a do cantor Pedro Qualy

sex ago 28 , 2020
Saiba como se proteger para evitar episódios de convulsões e epilepsia Via Portal Pop Line O rapper Pedro Qualy, do Haikaiss, deu um susto no público ao ter uma convulsão durante uma live do game “New World“, da Amazon, no Twitch que durava 14 horas. Do hospital ele gravou um vídeo no Instagram falando que estava […]