Morte de negro em supermercado causa indignação e revolta, diz ministra

A declaração é da ministra Damares Alves

Via Agencia Brasil

A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves; participa de coletiva de imprensa no Palácio do Planalto Imagem: © Marcello Casal JrAgência Brasil

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, lamentou ontem (20) a morte de um homem negro que foi espancado em um supermercado de Porto Alegre (RS), na noite de quinta-feira (19), véspera do Dia da Consciência Negra, celebrado ontem na sexta-feira (20). “A vida de mais um brasileiro foi brutalmente ceifada no estacionamento de um supermercado, no Rio Grande do Sul. As imagens são chocantes e nos causaram indignação e revolta”, escreveu a ministra em publicação nas redes sociais.

De acordo com ela, o ministério está formulando uma política de direitos humanos das vítimas de crimes. “Nós do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos estamos trabalhando para que nenhum pai de família, ou quem quer que seja, passe por situação semelhante”, destacou. “Chega de violência, chega de tanta barbárie. Temos muito trabalho pela frente para mudar essa realidade no país”, acrescentou.

O caso aconteceu quando a vítima, identificada como João Alberto Silveira Freitas, teria discutido com a caixa do estabelecimento. Ele foi conduzido pelo segurança da loja até o estacionamento, onde começou o espancamento. Um policial militar temporário fora de serviço (exerce apenas atividades administrativas e de guarda) também participou das agressões. Os dois foram presos em flagrante e podem ser enquadrados no crime de homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Pelas redes sociais, Damares também se solidarizou com a família de João Alberto e colocou o ministério à disposição “para prestar toda assistência necessária”. “Sintam-se abraçados por nós”, escreveu. Ela ainda aproveitou para parabenizar a polícia gaúcha pela “rápida resposta e prisão dos responsáveis”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Agricultura lança plataforma para registro de máquinas e tratores

sáb nov 21 , 2020
Produtores rurais estão isentos de emplacar seus equipamentos Via Agencia Brasil O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) lançou na sexta-feira (20) uma plataforma digital para que os produtores rurais possam registrar tratores e máquinas gratuitamente. A iniciativa, batizada de Plataforma de Registro e Gestão de Serviços, Marcas, Tratores […]