MP e Defensoria recorrem à Justiça e pedem suspensão total do comércio em Sinop (MT)

Em decisão liminar concedida em primeira instância, na quinta-feira (9), o juiz proibiu o funcionamento das academias de ginástica, de práticas esportivas e a realização de missas e cultos, mas manteve o funcionamento do comércio.

Sinop tem 11 casos confirmados da Covid-19 — Foto: Prefeitura de Sinop (MT)

O Ministério Público Estadual (MPE-MT) e a Defensoria Pública recorreram à Justiça, nessa sexta-feira (10), para cassar a liminar que suspendeu apenas parcialmente o funcionamento do comércio em Sinop, a 503 km de Cuiabá. As instituições pedem uma nova liminar para assegurar a suspensão total do comércio, com exceção dos serviços considerados essenciais.

Na decisão liminar concedida em primeira instância, na quinta-feira (9), o juiz proibiu o funcionamento das academias de ginástica, de práticas esportivas e a realização de missas e cultos, mas manteve o funcionamento do comércio, estabelecendo apenas que fosse respeitada a manutenção da distância mínima de um metro entre as pessoas e a circulação de no máximo três pessoas por seção.

Além disso, determinou que a população evite levar crianças e idosos e adote os cuidados básicos de higienização, como uso de máscaras, a disponibilização gratuita de álcool em gel em cada barraquinha/repartição.

No entanto, na nova ação, o Ministério Público diz que a decisão deve ser reformada, pois “viola os princípios da precaução, proibição da proteção insuficiente e proporcionalidade, além de estar em dissonância com a legislação federal e estadual de combate e prevenção ao coronavírus”.

No recurso, o promotor de Justiça Pompílio Paulo Azevedo Silva Neto e o defensor público Leandro Jesus Pizarro Torrano argumentam que o magistrado “não observou os limites de complementariedade das normas de competência comum, e, ao manter parcialmente a flexibilização do distanciamento social, vai de encontro com todos os esforços das autoridades sanitárias do Brasil.

Segundo eles, até quarta-feira (8) o município de Sinop registrava seis casos confirmados da Covid -19, com uma internação em UTI. Na quinta-feira (09), o número de pacientes infectados subiu para 11, com ampliação de quase 100% de um dia para o outro.

Conforme o último boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), nessa sexta-feira (10), Sinop tem 11 casos de coronavírus confirmados. Em todo o estado, o número chegou a 112 confirmações.

Segundo o MPE, a suspensão do comércio no município é uma forma de prevenir a disseminação do vírus.

Fonte: https://g1.globo.com/mt/mato-grosso/noticia/2020/04/11/mp-e-defensoria-recorrem-a-justica-e-pedem-suspensao-total-do-comercio-em-sinop-mt.ghtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Sorriso autoriza realização de cultos, feiras e volta de 100% do transporte

sáb abr 11 , 2020
Na reunião realizada nessa quinta (9), os membros do  Comitê Municipal de Prevenção e Enfrentamento ao Coronavírus de Sorriso, sob a coordenação do prefeito Ari Lafin (PSDB), depois da votação, atenderam pedido do Conselho Evangélico do município e liberaram a realização de cultos. Também foi deliberada a volta do transporte […]