Polícia Civil esclarece homicídio em barbearia de Guarantã do Norte (MT) e indicia autores

Crime foi motivado por vingança; um dos autores está preso e o outro fugiu

Via Assessoria PJCMT

Foto por: PJCMT

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Guarantã do Norte, esclareceu o homicídio ocorrido há uma semana em uma barbearia da cidade e indiciou os autores pelo crime. O inquérito foi encaminhado ao Poder Judiciário na quarta-feira (11.05)

No dia 05 de maio, a vítima, Nelson Favoreto, de 46 anos, foi atacada por duas pessoas, a golpes de faca, dentro de uma barbearia. Câmeras de segurança registraram o crime. Nelson morreu ainda no local e os autores fugiram na sequência.

Na investigação, a Delegacia de Guarantã do Norte identificou os autores do crime como sendo dois irmãos. E. W. O., de 36 anos, foi preso em flagrante no dia do fato, quando foi encontrado, embriagado, em um bar da cidade.

O delegado Lucas Lélis Lopes representou pela conversão do flagrante em preventiva, quando não há prazo determinado para o fim da custódia. Foi requerida também a prisão do outro autor do crime, de 42 anos, que é considerado foragido da Justiça.

Conforme explicou o delegado de Guarantã do Norte, o homicídio foi motivado por vingança. Há 16 anos, a vítima matou e ocultou o cadáver de Alan Douglas Wagner de Oliveira, irmão dos indiciados. Desde então, Nelson foi jurado de morte.

No dia do fato, os dois irmãos viram Nelson no salão de cabeleireiro e passaram a premeditar o crime. Eles foram até a casa dos pais, pegaram duas facas na cozinha e retornaram ao local do crime. Na barbearia, cumprimentaram o dono do local e atacaram a vítima com as facas, de surpresa e sem que Nelson pudesse ter qualquer chance de reação.

Após o crime, os dois autores fugiram em uma caminhonete, conforme registraram as câmeras de segurança de um supermercado ao lado do salão.

Os investigados foram indiciados por homicídio qualificado em razão de três circunstâncias: motivo torpe, emprego de meio cruel e recurso que dificultou a defesa da vítima (artigo 121, § 2.º, incisos I, III e IV, do Código Penal).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Elon Musk suspende temporariamente acordo para compra do Twitter

sex maio 13 , 2022
Medida fez com que ações do Twitter desabassem Via Agencia Brasil O empresário Elon Musk suspendeu “temporariamente”, nesta sexta-feira (13), seu acordo de US$ 44 bilhões para a aquisição do Twitter, enquanto aguarda dados sobre a proporção de contas falsas na rede social. A medida fez com que as ações do Twitter desabassem 17,7%, […]