Postos de gasolina poderão ser obrigados a demonstrar emissão de gases de efeito estufa por litro de combustível

Projeto do deputado Paulo Araújo quer que estabelecimentos mantenham placas informativas em local visível ao consumidor

Via Mato Grosso Economico

Foto: internet/ilustrativa

O deputado estadual, Paulo Araújo (Progressistas) apresentou na sessão plenária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na última quarta-feira (16) projeto de lei n° 802/20, que obrigam os postos de combustíveis a manter em local visível ao consumidor, placa informativa de quantidade de emissão de gases de efeito estufa por litro para cada tipo de combustível.

Para justificar o projeto de lei, o progressistas destacou uma pesquisa realizada pela União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Única), mostrando que o uso do etanol nos automóveis no Brasil, nos últimos 17 anos, evitou a emissão de uma quantidade de dióxido de carbono equivalente ao peso de 100 milhões de elefantes.

“Uma pesquisa da Única, revela que com o uso do etanol, no total, deixaram de ser emitidos cerca de 515 milhões de toneladas de gases de efeito estufa, desde o lançamento dos carros flex no Brasil no inicio do ano 2000. Esse biocombustível, produzido a partir da cana-de-açúcar, é capaz de reduzir as emissões em até 90% quando comparado com a gasolina. Então penso que com essa placa informativa nos postos fica o consumidor ciente da emissão de poluentes na atmosfera de acordo com o combustível que escolher”, disse Araújo.

O parlamentar ressaltou ainda que a medida visa estimular o consumo de etanol, um biocombustível renovável e com menor incidência de prejuízos ao meio ambiente. “Os consumidores de etanol só têm a ganhar, assim como a nossa atmosfera. Temos que pensar no que é melhor para nossas vidas e fazer a escolha certa na hora de abastecer nossos veículos” concluiu Paulo Araújo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Alerj aprova impeachment de Wilson Witzel por unanimidade

qui set 24 , 2020
Governador é acusado de fraudes no sistema de saúde do Rio Via Agencia Brasil A Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) aprovou de forma unânime, por 69 votos a favor e nenhum contra, o relatório que pede o impeachment do governador afastado Wilson Witzel. A sessão, realizada na noite de ontem […]