Prefeita fecha bares e narguilês em Sinop por 10 dias para evitar aglomerações

Via Só Noticias

Operaçãopolicial fecha bares em Sinop (MT) – Foto: Só Noticias

A prefeita Rosana Martinelli baixou, há pouco, novo decreto proibindo o funcionamento de bares e tabacarias (narguiles) sendo permitido apenas o serviço de delivery até às 21h. “É vedada terminantemente a consumação no estabelecimentos”. A definição passa a vigorar amanhã, segue até o dia 12 e engloba os períodos matutino, vespertino e noturno. Quem desrespeitar pode ser multado e ter alvará de funcionamento cassado.

É mais uma ação para tentar evitar aglomerações e reduzir risco de contágio da Covid-19. Sinop não tem mais vagas em UTI – as 20 do hospital regional estão lotadas desde segunda-feira. Até agora morreram 24 pessoas.

Diversos bares e narguiles estavam desrespeitando outras medidas de decretos anteriores como evitar aglomerações, ter distância de 1,5 metro entre as mesas e clientes usarem máscaras. Vários foram multados e houve reincidentes. Foram mais de R$ 47 mil em muitas e a guarda municipal continuou recebendo denúncias de descumprimento das exigências. Também não estava sendo respeitado por dezenas de estabelecimentos a ordem de não colocar mesas e cadeiras nas calçadas.

Ontem, Rosana havia baixado decreto antecipando para às 21 horas o fechamento das empresas e o toque de recolher foi prorrogado iniciando às 22h. Aulas continuam suspensas.

Em Nova Mutum, a prefeitura decidiu que a partir de amanhã não podem ser vendidas bebidas alcoólicas nos estabelecimentos comerciais também para evitar aglomerações e festas em residências.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Peixoto de Azevedo (MT) tem toque de recolher e proibição de vendas de bebidas alcoólicas

sex jul 3 , 2020
Só Noticias O prefeito de Peixoto de Azevedo, Mauricio Ferreira de Souza, decretou que todo o comércio feche às 20h30 no município e o toque de recolher inicia às 21h30 e termina às 5h. As exceções são apenas para postos de combustíveis, assistência médica, funerárias, segurança privada, hotelaria, farmácias e […]