Prefeitura de Lucas do Rio Verde (MT) tem 60 dias para realizar processo seletivo

Via Assessoria TCE/MT

Lucas do Rio Verde-MT . Foto: internet/Youtube

A Prefeitura de Lucas do Rio Verde tem 60 dias para realizar processo seletivo simplificado para contratação temporária de profissionais da área de saúde e assistência social. A determinação foi emitida em abril por meio de medida cautelar concedida pelo conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) Isaias Lopes da Cunha. Na sessão ordinária remota de terça-feira (7), o Pleno analisou pedido de reconsideração da decisão interposto pela prefeitura e decidiu pela manutenção da homologação da medida cautelar, com determinações e recomendações ao município.

A medida cautelar, adotada por meio do Julgamento Singular nº 265/ILC/2020, foi solicitada em Representação de Natureza Interna que apontou irregularidades na seleção da Oscip Associação de Gestão e Programas (AGAP) no Concurso de Projetos nº 001/2020, que tinha por objetivo a contratação de entidade qualificada como Oscip para realização de serviços complementares de saúde.

Conforme relatório da Secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE-MT, ocorreram diversas falhas no processo licitatório, entre elas, fraude à licitação, terceirização indevida, cobrança de taxa de administração e superfaturamento. No julgamento de homologação da medida cautelar, foi determinado que o município se abstenha de celebrar termo de parceria com a AGAP e, caso tenha assinado, abstenha-se de efetuar pagamento, mediante reembolso, a título de taxa de administração.

Na análise do pedido de reconsideração da decisão, a Corte de Contas manteve, por unanimidade, todas as determinações da medida cautelar, acatando sugestão do Ministério Público de Contas (MPC) para encaminhar cópias digitalizadas do processo à Delegacia Fazendária e ao Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO).

Clique aqui e confira o julgamento na íntegra.

Por Secretaria de Comunicação/TCE/MT

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Justiça do Trabalho e MPT destinam R$ 143 mil para hospital de Colider (MT)

sex jul 10 , 2020
Via Agência CNJ de Notícias O Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (TRT23) e o Ministério Público do Trabalho (MPT) destinaram R$ 143 mil para o hospital de Colíder (MT). O dinheiro foi usado para substituir camas hospitalares e garantir atendimento adequado aos pacientes infectados pelo novo coronavírus na […]