Professores contratados pela SEDUC receberão auxilio de 1,1 mil em MT

Via Secom/MT

Os deputados estaduais aprovaram o pagamento de um auxílio emergencial aos professores contratados pela Secretaria de Estado de Educação (Seduc). O pagamento deverá ser feito pela Seduc ou pela Secretaria de Estado de Trabalho, Assistência Social e Cidadania (Setasc). Segundo os deputados, cerca de 2,5 mil professores serão contemplados com o benfício. 

O projeto prevê o pagamento somente aos professores. Os profissionais de apoio não receberão o pagamento. A ideia é que haja uma mudança para contemplar todos os profissionais. 

“O valor mensal do benefício será de R$ 1,1 mil por trabalhador, pago enquanto estiver vigente a situação de emergência no Estado de Mato Grosso em decorrência da pandemia do novo coronavírus”, prevê o texto aprovado.

Para ter sido votado ontem quarta-feira (13) houve um entendimento entre os deputados da base do governo, com os deputados da oposição e com a bancada de representação dos servidores públicos de Mato Grosso. 

“A validade e efeitos desta lei durarão enquanto estiver vigente o decreto Nº 424, de 25 de março de 2020, que declara a situação de calamidade no Estado de Mato Grosso em decorrência da pandemia do novo coronavírus / Covid-19”, prevê o texto.

A aprovação foi por unaminidade, mas o deputado Wilson Santos (PSDB) afirmou que o deputado Mauro Mendes (DEM) pode vetar o texto. Wilson queria a aprovação de um projeto semelhante apresentado por ele. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Foi sancionada a lei que pune produtores e divulgadores de “fake news” em MT

sex maio 15 , 2020
com Assessoria ALMT Está em vigor desde a última quarta-feira (13), a Lei 11.128/2020, de autoria do deputado estadual Valdir Barranco (13), que prevê multa para quem divulgar notícias falsas (Fake News) sobre epidemias, endemias, pandemias em Mato Grosso. A multa varia de 20 a 200 UPFs (Unidade Padrão Fiscal) e […]