Sema terá atendimento e protocolo apenas para casos urgentes e com agendamento

O agendamento também vale para entrega de licenças e outros atos autorizativos

Via Assessoria Sema/MT

Prazos de processos administrativos da pasta também estão suspensos até 10 de julho – Foto por: Gcom MT

A sede da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) em Cuiabá terá atendimento presencial e protocolo apenas para casos urgentes e esgotadas todas as instâncias de prestação de serviços remotas até o dia 10 de julho.

A medida aplicada na Capital poderá ser replicada para as Diretorias Regionais que apresentarem classificação de risco “muito alto” em dois boletins consecutivos da Secretaria de Estado de Saúde (SES).

O novo regramento foi estabelecido por meio da portaria 379/2020/SEMA/MT que dispõe sobre as medidas de prevenção para enfrentamento ao contágio pelo coronavírus no âmbito da Pasta. O ato também prevê a suspensão dos prazos processuais até o fim da quarentena coletiva.

A necessidade de agendamento também vale para entrega de licenças e outros atos autorizativos. Já as outorgas de uso da água serão publicadas no site da Sema e terão os extratos publicados no Diário Oficial do Estado.

Em relação ao Cadastro Ambiental Rural, a Sema orienta que, para evitar a suspensão automática, os interessados deverão solicitar a prorrogação de prazo, caso ainda não feito pedido anterior de prorrogação, e nos casos em que já solicitaram prorrogação, cumprir a pendência justificando aquela que não conseguiu atender em razão da paralização de outros órgãos essenciais para o cumprimento do item justificado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Governo de MT altera decreto e considera serviços de contabilidade e hotelaria como essenciais

sáb jun 27 , 2020
Via Assessoria Secom/MT O Governo do Estado publicou novo decreto em que considera como essenciais os serviços de contabilidade e de hotelaria. O Decreto 536/2020 foi publicado em edição extra do Diário Oficial. O documento acrescenta os serviços alterando o Decreto 532/2020, que incluía apenas a advocacia como essencial. Os […]