Sinop, Sorriso e mais quatorze municípios de MT registram transmissão comunitária de Covid-19

A transmissão comunitária é aquela quando não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.

Via G1 MT

Dezesseis municípios de Mato Grosso já registraram transmissão comunitária da Covid-19, até essa quinta-feira (11), segundo os dados da Secretaria Estadual de Saúde. A transmissão comunitária é aquela quando não é possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre pessoas que não viajaram ou tiveram contato com quem esteve no exterior.

Os municípios com transmissão comunitária são:

  • Cuiabá
  • Várzea Grande
  • Rondonópolis
  • Sinop
  • Tangará da Serra
  • Barra do Garças
  • Lucas do Rio Verde
  • Rosário Oeste
  • Jaciara
  • Primavera do Leste
  • Nova Mutum
  • Sorriso
  • Campo Novo do Parecis
  • Peixoto de Azevedo
  • Tapurah
  • Guarantã do Norte

Os municípios que tem esse tipo de transmissão são, geralmente, os que tem maior número de casos da doença. Das 16 cidades com esse tipo de transmissão, apenas Tapurah e Peixo de Azevedo não estão entre as 20 cidades com mais casos de Covid-19. Todas as outras estão.

Além disso, sete municípios registraram transmissão local, que é aquela em que as pessoas que se infectaram com vírus não estiveram em nenhum país com registro da doença, mas tiveram contato com outro paciente infectado confirmado.

Os sete municípios são Cáceres, São José dos Quatro Marcos, Mirassol d’Oeste, Curvelândia, Querência, Jangada e Alta Floresta.

One thought on “Sinop, Sorriso e mais quatorze municípios de MT registram transmissão comunitária de Covid-19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Federação Brasileira de Bancos faz levantamento sobre retomada econômica após pandemia

sex jun 12 , 2020
Consumidores acreditam em retomada econômica até 2021 Via Agencia Brasil Levantamento divulgado nesta sexta-feira (12) pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) aponta que quase a metade (49%) dos entrevistados acredita que suas finanças voltarão ao patamar de antes da pandemia de covid-19 em até um ano. Destes, 21% apostam que […]