Soeli Máximo, empresária em Colíder (MT), fala sobre empreendedorismo e início da Luanda Magazine em entrevista nesta quarta-feira (14) na Aliança FM

A entrevista desta quarta-feira (14) foi com a empresária de Colíder (MT), Soeli Máximo, na Rádio Aliança FM, no programa ‘Estação Livre’ com Claudemir Lima no quadro ‘Cidade em Pauta’ com participação da locutora Rosely Pereira.

Por Claudemir Lima (redação)

Soeli de Souza MáximoImagem por: @facebook

Nesta quarta-feira (14), Soeli de Souza Máximo, empresária de Colíder (MT) no ramo varejista de vestuário esteve por aqui, no programa “Estação Livre” justamente no quadro “Cidade em Pauta”. Nesta semana estamos entrevistando empreendedores locais em diversos segmentos para reforçar o valor de começar ou recomeçar a empreender.

Soeli Máximo é mãe do prefeito de Colíder (MT) Hemerson Máximo e da Andressa Máximo, advogada, e é proprietária da loja Luanda Magazine. Mãe, empresária: duas pautas convergentes e que se complementaram num bate-papo de aproximadamente 18 minutos.

A loja Luanda Magazine está em Colíder desde 2012 e é uma filial da de Nova Canaã do Norte (MT). Lá, em Nova Canaã do Norte, foi aonde tudo começou, em 1991; portanto, voltemos no tempo pra gente contar um pouco melhor esta história de sucesso, ok? Vamos lá então!

A loja Luanda Magazine nasceu na década de 90 com apenas 120 peças de roupas para revendas, nos relata a empresária Soeli Máximo. O início dos negócios coincidiu com um cenário político e econômico desfavorável, com superinflação, desvalorização da moeda e clima ruim para o comércio. Era a fase que o Brasil estava buscando o equilíbrio e a troca do novo Cruzeiro (moeda criada em 1942 e mantida até 1993) pelo real.

Na década de 90, Edson Lourenço Máximo, esposo da Soeli, atuava como funcionário público na antiga SUCAM (Superintendência de Campanhas de Saúde Pública). Em 1991, Edson resolveu criar a loja como alternativa de renda familiar e também ocupação profissional para Soeli, que já tinha o primogênito da casa: Hemerson Máximo, com apenas 03 anos. No final de 91, veio a caçula: Andressa Máximo. Então a missão era cuidar dos filhos e tocar o pequeno empreendimento diante das inconstâncias econômicas daquela época. O trabalho do Edson exigia que ele permanecesse em missão por intervalos de até 15 dias, em campanhas contra as endemias, visitando casas nas vias urbana e rural.

Soeli e EdsonFoto por: @facebook

Soeli Máximo descreve que em 1994 as coisas começaram a melhorar quando houve a estabilização da moeda com a consequente queda da inflação através da implantação do Real. O Cruzeiro foi substituído pelo Real em 1993 após longo período de descontrole inflacionário entre outros desajustes. Soeli ressalta que precisaram ser resilientes para permanecerem com a loja recém-criada aberta e com manutenção dos ideais de crescimento.

Criada em 1991 em Nova Canaã do Norte (MT), há 680 Km de Cuiabá, a varejista Luanda Magazine tem exatos 30 anos. Em 2012, já mais sólida e buscando expansão no negócio, a Luanda Magazine chegou em Colíder, com muitos sonhos. Desta forma, Soeli Máximo salienta que vale a pena seguir com persistência e com a vontade de crescimento fortalecida, mantendo a fé em Deus. Ela diz ser grata pelo acolhimento popular da loja Luanda Magazine em Colíder, que possui uma variedade de vestuários, calçados, masculinos e femininos, infanto-juvenis e adultos, entre outras diversificações, como perfumes e produtos esportivos, localizada no centro da cidade, na Avenida Marechal Rondon.

Para Soeli Máximo, o primordial para quem decidiu começar ou já iniciou um negócio é que comece “pequeno” e vá aos poucos expandindo. A mulher que procura independência financeira pode começar a desenvolver, a criar a empresa diretamente de casa, fazendo aquilo que gosta de fazer: trabalhar com estética, vendas de roupas, perfumes, artesanatos, manicure/pedicure, lanches, bolos, etc. São várias opções para a mulher que deseja iniciar uma atividade financeira direto da sua casa, destaca nossa entrevistada.

Luanda Magazine Foto por: divulgação

Há 09 anos em Colíder, a Luanda Magazine emprega 50 pessoas e possui um ambiente tipicamente familiar aonde empregadores conhecem todos e vice-versa. Soeli disse que a pandemia pegou todos de surpresa em março de 2020, quando o cenário social e econômico passaram a sofrer alterações com surgimentos de casos de covid-19 no Brasil e o rápido alastramento ao interior.

Assim como várias empresas em todo o Brasil, a pandemia obrigou a Luanda Magazine a fazer cortes de despesas, tendo que demitir funcionários. Para Soeli Máximo, na empresa de pequeno porte sempre se torna mais complicado fazer demissão de funcionários, devido a convivência diária que acaba criando laços profissionais mais fortes e por saber que automaticamente está provocando a perda de renda daquele (a) funcionário (a) que possui uma família dependente dos seus recursos.

Antes de encerrar a entrevista, a empresária Soeli Máximo menciona como ela se sente estando no papel de mãe do prefeito de Colíder, Hemerson Máximo. Ela comentou que Hemerson desde criança demonstrava vocação nata para o meio político. Com mais ou menos 06 a 07 anos de idade ele já dizia que queria “ser prefeito”. Já sabia o que queria ser. Aos 10 anos já acompanhava a sessão na Câmara Municipal de Nova Canaã e treinava falas e retóricas em casa.

Hemerson Máximo, prefeito de Colíder Foto por: divulgação/arquivo

Logo depois, Hemerson resolveu fazer a faculdade de Direito, se preparando ainda mais para seu sonho. Já em Colíder, administrando a empresa, veio o convite para ser candidato na chapa para prefeito: e claro, aceitou o convite feito. Em 15 de novembro do ano passado, a mãe soube realmente que o treino do filho e o sonho de ser prefeito quando criança, estava de fato, sendo realizado. A mãe ganhou um prefeito juntamente com a população de Colíder mas teve que assumir mais responsabilidades administrativas antes desempenhadas pelo agora, gestor público.

A história de criação da Luanda Magazine assim como qualquer outra empresa com maior expressão visual na cidade, começaram de forma “pequena”; algumas nas vendas porta-a-porta, outras com apenas uma porta aberta para atendimento ao cliente. Mas todas, – e percebemos aqui pela resiliência inicial da Luanda Magazine -, estas empresas tem algo em comum: persistência.

As entrevistas acontecem no programa “Estação Livre” dentro do quadro “Cidade em Pauta” e são transmitidas ao vivo na fanpage do Altonorte. Por meio da live produzimos um material jornalístico para o portal Altonorte (esse aqui que você está finalizando a leitura). Acompanhe o vídeo da live convergida no YouTube que fica disponível logo abaixo com interação de mais detalhes. Certo? Volte sempre ao nosso portal!

Andressa Máximo, Claudemir Lima (jornalista/locutor) e Soeli Máximo – Foto por: Altonorte
Rosely Pereira (locutora), Claudemir Lima (jornalista/locutor) e Soeli Máximo – Foto por: Altonorte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Funcionários da LG entram em greve por manutenção de empregos

qui abr 15 , 2021
Movimento tem adesão de trabalhadores de 3 fornecedoras, diz sindicato Via Agencia Brasil Os trabalhadores da fábrica da LG em Taubaté, no interior paulista, entraram em greve após rejeitar a proposta de indenização aos trabalhadores que serão demitidos com o fechamento da fábrica. Segundo o Sindicato dos Metalúrgicos de Taubaté […]