Tribunal derruba bloqueio de bens de ex-secretário estadual acusado de receber propina

(foto: arquivo/assessoria)

O ex-secretário adjunto da exinta pasta estadual de Transportes e Pavimentação Urbana de Mato Grosso (Setpu), Valdisio Juliano Viriato, conseguiu derrubar, no Tribunal de Justiça, um bloqueio de bens decretado pela Vara Especializada em Ação Civil Pública e Ação Popular de Cuiabá. A decisão foi tomada pelos desembargadores da Segunda Câmara de Direito Público e Coletivo com aval do Ministério Público Estadual (MPE).

O ex-secretário é acusado de receber propina de empresários que mantinham contratos com o Estado em razão das obras do Programa MT Integrado e da Copa do Mundo de 2014. Em processo que tramita em segredo de justiça em Cuiabá, Viriato teve decretada a indisponibilidade de bens no valor de R$ 1 milhão. Ele recorreu ao Tribunal de Justiça alegando que já havia firmado acordo de colaboração premiada com o MPE, comprometendo-se a promover o ressarcimento do prejuízo ao erário e pagamento de multa civil e dano moral coletivo, mediante o depósito de R$ 1,5 milhão.

No parecer encaminhado ao Tribunal de Justiça, o MPE concordou com os argumentos. “Os requisitos permissivos encontram-­se presentes neste instrumento recursal, pois o acordo celebrado entre as partes, contendo direitos e deveres impostos ao colaborador, acha-se regular e em plena vigência, o que aponta a probabilidade do direito invocado”.

“Outrossim, o perigo da demora se faz presente na medida em que aceitou e assumiu responsabilidade patrimonial que lhe foi imposta no Termo de Colaboração Premiada e seus bens permanecem bloqueados por força de ordem judicial. Em sendo assim, evidente a presença dos requisitos autorizadores, viável a suspensão do decreto, a fim de fazer valer as cláusulas entabuladas no Termo de Colaboração Premiada firmado entre as partes”, complementou a Promotoria.

A decisão para desbloquear os bens do ex-secretário foi unânime por parte dos desembargadores da Segunda Câmara de Direito Público e Coletivo. A ação civil movida pelo Ministério Público, que tramita sob responsabilidade da juíza Célia Vidotti, aponta indícios de pagamento de propina direcionada a deputados estaduais pelo ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa.

Fonte: https://www.sonoticias.com.br/politica/tribunal-derruba-bloqueio-de-bens-de-ex-secretario-estadual-acusado-de-receber-propina/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Etanol: em crise, cana perde espaço para soja, milho e até amendoim

seg maio 18 , 2020
Consultoria MB Agro afirma que se a demanda por etanol não seguir firme após a pandemia do coronavírus, muitos produtores deverão mudar a configuração geográfica das lavouras A cultura da cana-de-açúcar sofreu um forte baque com a pandemia do coronavírus. Reinando nos últimos anos nas lavouras do interior de São […]