Workplace: Facebook anuncia novidades para sua ferramenta de comunicação para empresas

Via Olhar Digital

Foto: Reprodução

Atento à reformulação do ambiente profissional oriunda da pandemia de coronavírus, o Facebook anuncia, diversos novos recursos para sua plataforma Workplace. As novidades contemplam desde melhorias às chamadas de vídeo online ao vivo até personalizações de usos do pronome, que devem promover o espírito de inclusão dos funcionários.

As reformulações da ferramenta de comunicação para empresas da rede social mais usada no mundo buscam adaptar-se às novas necessidades de líderes e colaboradores, à medida que a adesão a regimes home office e modelos híbridos aumenta.

Por conta do distanciamento social provocado pela pandemia, as empresas tiveram que buscar formas de estruturar suas operações e canais de relacionamento interno para o sistema remoto.

Uma das alternativas adotadas pelas companhias foi utilizar o Workplace, do Facebook, que permite uma comunicação integrada com todos os colaboradores de uma determinada empresa sem a necessidade de utilizar APIs próprias ou sistemas complexos que exigem treinamento e tempo de adaptação — já que a funcionalidade da plataforma é similar à da rede social de Mark Zuckerberg.

E o aumento da adesão ao Workplace durante a pandemia é traduzida em números: se em fevereiro de 2020 a plataforma — que existe desde 2016 — contava com aproximadamente três milhões de utilizadores, a ferramenta passou a ser utilizada por sete milhões de usuários em maio deste ano.

Feed de notícias do Workplace
Uso da plataforma do Facebook voltada para empresas cresceu durante a pandemia de coronavírus. Foto: Workplace/Divulgação

Naturalmente, o aumento de novos adeptos e as novas necessidades exigidas pelos líderes de empresas, bem como seus colaboradores, estimularam o Facebook a anunciar melhorias na plataforma para estreitar as relações entre gestores e funcionários.

“Observamos uma demanda dos líderes por mais humanização, melhores formas para se relacionar, gerar empatia, mostrar mais transparência com os funcionários e, assim, promover maior engajamento pelos colaboradores”, afirmou Adriano Marcandali, head do Workplace from Facebook para a América Latina, ao Olhar Digital.

Novidades do Workplace

  • Recursos de vídeo

Por conta dessas demandas, o Facebook decidiu remodernizar sua ferramenta empresarial. Uma das mudanças anunciadas no Workplace engloba otimizações para os vídeos ao vivo. A plataforma vai receber uma espécie de filtro de perguntas e respostas durante as lives, que permitem aos líderes e executivos distinguirem os comentários em tempo real dos questionamentos dos colaboradores.

Perguntas e respostas do Workplace
Novidade deverá impulsionar o engajamento dos colaboradores. Foto: Workplace/Divulgação

Desta forma, os apresentadores correrão menor risco de “deixar passar” algum questionamento feito, reforçando o sentimento de pertencimento dos colaboradores e promovendo maior engajamento deles.

Outra novidade é que o Workplace vai facilitar a vida de quem perdeu uma reunião. Um algoritmo baseado em machine learning vai permitir que os vídeos gravados sejam divididos em capítulos, de modo que o colaborador possa pular para determinada parte da live sem maiores complicações.

Capítulos de vídeos gravados do Workplace
Recurso vai dividir vídeos gravados em capítulos. Foto: Workplace/Divulgação
  • Biblioteca de conhecimento

Quem também está recebendo otimizações é a biblioteca de conhecimento do Workplace. O espaço destinado para compartilhamento de informações corporativas está ganhando novas capas de página, que devem ser mais atrativas para os usuários.

Novas capas do Workplace
Capas vão otimizar personalizações na plataforma. Foto: Workplace/Divulgação

Falando de informações corporativas, os líderes agora poderão adicionar traduções de idiomas nesses documentos. Três das principais línguas (português, inglês e o espanhol) utilizadas globalmente serão cobertas por este recurso.

Recurso de tradução de idiomas
Traduções vão facilitar documentos em outros idiomas. Foto: Workplace/Divulgação

Versões anteriores de conteúdos também poderão ser restauradas por meio do acesso ao “Histórico de versão”.

  • Inclusão

A plataforma do Facebook passa a oferecer recursos de inclusão, um dos principais temas discutidos atualmente no âmbito corporativo. Os perfis do Workplace receberão um campo em que o usuário poderá adicionar o pronome que mais se identificar (como ele/dele e ela/dela).

Inclusão de pronomes nos perfis de usuários do Workplace
Novidade é anunciada no mês do orgulho LBGTQIA+. Foto: Workplace/Divulgação

A pronúncia correta de nomes e sobrenomes também vai deixar de ser uma “dor de cabeça”. A ferramenta vai dispor de um recurso sonoro indicando a pronúncia fonética correta do nome — ótimo para quem costuma sofrer com isso.

Os emojis e reações também passarão a contar com uma nova gama de cores de pele a serem definidas pelo próprio usuário.

  • Segurança

Por fim, o Workplace vai otimizar as atualizações da Central de Segurança. Os líderes poderão criar templates de crise para eventos como incêndio, alagamento, avisos sobre infecções de Covid-19, entre outros. A ideia é que a automação acelere o disparo em ocasiões críticas para os colaboradores das empresas.

Recurso de segurança
Novidade vai complementar o recurso de Safety Check, do Facebook. Foto: Workplace/Divulgação

Bom para todos

De acordo com Marcandali, os novos recursos deverão ser positivos tanto para os líderes de empresas que utilizam o Workplace quanto para seus funcionários.

“Nossa plataforma conseguiu orientar o líder a entender melhor o que está se passando na linha de frente, na ponta junto a um consumidor entendendo toda a cadeia de valor da empresa e estreitando a relação com os funcionários”, afirmou o executivo.

Por outro lado, será reforçado o sentimento de pertencimento do funcionário perante a empresa, o que também deverá gerar mais engajamento e integração entre as partes.

As novidades do Workplace também configuram o desejo do Facebook em construir uma “intranet do futuro”, que consiste em reunir o que existe de melhor nas intranets, incluindo as personalizações e engajamentos das redes sociais, de modo que os usuários consigam realizar o acesso por meio de um dispositivo móvel.

A estratégia também será importante no cenário pós-pandêmico, já que diversas empresas manterão o regime home office ou vão optar pelo modelo híbrido. “Vemos essa tranformação digital interna como uma super aposta para o Brasil”, completou o head do Workplace from Facebook para a América Latina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Next Post

Unemat divulga edital do Seletivo com 2.570 vagas para 62 cursos em 12 cidades

qua jul 21 , 2021
Poderão participar deste Seletivo todos os interessados que tenham realizado o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nas edições 2016, 2017, 2018, 2019 ou 2020 Via Assessoria Unemat/MT A Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) divulgou nesta quarta-feira (21) o edital do Processo Seletivo 2021/2, para ingresso no segundo […]